inova.jor

inova.jor

Com Galaxy Note 5 e Galaxy S6 Edge+, Samsung tem desafio de voltar a crescer

JK Chin apresenta os novos aparelhos
JK Chin apresenta os novos aparelhos

NOVA YORK

A Samsung lançou hoje o Galaxy Note 5 e o Galaxy S6 Edge+, novas versões de seus smartphones de topo de linha. “Usamos nossos smartphones como consumidores de mídia e como pessoas mutitarefa”, afirmou JK Chin, presidente da Samsung Electronics, justificando os dois modelos, durante evento no Lincoln Center, em Nova York.

Os aparelhos lançados hoje têm tela de 5,7 polegadas e 4 gigabytes de RAM, sendo que a tela do S6 Edge+ é curva nas bordas. Uma novidade do Note 5 é que ele tem como acessório um teclado alfanumérico, para quem tem saudade do BlackBerry. A empresa promete carregamento sem fio da bateria em duas horas. Os dois produtos devem estar disponíveis no Brasil em setembro.

Galaxy Note 5 tem teclado alfanumérico como acessório
Galaxy Note 5 tem teclado alfanumérico como acessório

A Samsung tem o desafio de retomar o crescimento no mercado de smartphones. No segundo trimestre deste ano, a empresa registrou queda de 8,5% em suas vendas de celulares inteligentes. Segundo analistas de mercado, a fabricante sul-coreana subestimou a demanda pelo Galaxy S6 Edge (de tela curva) e teve problemas para conseguir atender a demanda.

Desaceleração

Apesar de liderar o mercado de smartphones, a Samsung foi a única das cinco primeiras colocadas no ranking de maiores fabricantes da consultoria IDC a perder participação. A companhia sofre pressão da Apple em sua linha de alta gama e de fabricantes chineses, como Huawei, Xiaomi e Lenovo, nos aparelhos mais baratos.

O lançamento vem num momento mais difícil no mercado mundial. As vendas de smartphones vêm desacelerando, principalmente por causa da demanda menor na China. No segundo trimestre, as vendas mundiais avançaram 11,6%. Pode parecer bastante, mas é menos da metade dos 23,1% verificados no mesmo período de 2014. No Brasil, o mercado de smartphones apresentou queda pela primeira vez neste ano, nos meses de abril e maio.

A Samsung também apresentou o Samsung Pay, sistema de pagamentos que tem como parceiros grandes bancos e as principais empresas de cartão de crédito, e mostrou o vídeo de um relógio inteligente de tela redonda, que será apresentado no começo do próximo mês no evento IFA, em Berlim.

* O repórter viajou a convite da Samsung

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Mercado da Blockbuster foi rompido pelo Netflix, segundo Clayton Christensen

Você sabe o que é ‘inovação rompedora’? Clayton Christensen explica que não

Com o clássico O dilema do inovador, publicado em 1997, Clayton Christensen, professor da Escola de Administração de Harvard, explicou ao mundo o conceito de “inovação rompedora” (“disruptive innovation”, que as pessoas por aqui insistem em traduzir como “disruptiva”). Recentemente, sua teoria da ruptura tem recebido ataques. Andrew King e Baljir Baatartogtokh publicaram[…]

Leia mais »
A empresa brasileira Blanver aposta em inovação para melhorar produtos já existentes / Divulgação

O que falta para aumentar a pesquisa na indústria farmacêutica

A saúde é um setor intensivo em pesquisa e desenvolvimento (P&D). Os investimentos da indústria farmacêutica, no entanto, devem crescer pouco nos próximos anos. O relatório 2016 Global Life Sciences Outlook, da Deloitte, analisou as perspectivas globais do setor farmacêutico. Segundo o estudo, os gastos de P&D devem subir somente 2,4% entre[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami