inova.jor

inova.jor

Quanto tempo leva para superar uma crise

A Pets.com foi um dos símbolos da bolha da internet dos anos 2000
A Pets.com foi um dos símbolos da bolha da internet dos anos 2000

A bolha da internet explodiu há quinze anos, nos Estados Unidos, jogando o setor de tecnologia numa crise que só começou a ser superada em 2004, com a abertura de capital do Google.

Um dos grandes ícones daqueles tempos de exuberância irracional foi a empresa Pets.com, que vendia produtos de animais de estimação com prejuízo; queimou, em pouco mais de dois anos, os US$ 300 milhões que recebeu em investimento; e fechou as portas logo depois de veicular um comercial no Super Bowl, o horário mais caro da TV americana. O mascote da empresa era um fantoche de meia em forma de cachorro.

A Business Insider citou dados da PwC para mostrar que, pela primeira vez, o total investido num trimestre em empresas de software nos EUA superou os tempos da bolha. No segundo trimestre deste ano, os investimentos chegaram a US$ 7,3 bilhões, comparados a US$ 7 bilhões no mesmo período de 2000.

Dados da PwC sobre investimento em empresas de software nos EUA

A própria Business Insider fez algumas observações sobre os dados. Não há informações, por exemplo, se os números são corrigidos pela inflação. O total de transações ainda está abaixo do pico de 2000, o que significa que menos empresas estão recebendo mais dinheiro.

Superação

Os dados mostram como é difícil superar uma crise. O índice da bolsa eletrônica Nasdaq só conseguiu ultrapassar a pontuação máxima que havia atingido na época da bolha em 23 de abril deste ano, quando fechou com 5.056,06 pontos. Hoje, o índice Nasdaq encerrou a 4.517,32 pontos, abaixo do pico pré-crise.

Foto: Reprodução

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

A Gazeta do Povo vai deixar de publicar o jornal impresso diário em 1º de junho / Daniel Castellano/Divulgação

Por que a Gazeta do Povo decidiu trocar o papel pelo digital

Imagine uma publicação feita digitalmente. As pessoas usam computadores e câmeras digitais para produzir fotos e textos e software para diagramá-la. Depois de pronta, ela roda numa gráfica para ser distribuída de caminhão. Faz sentido? Se fosse para inventar um produto assim hoje, nenhum. Mas, por questões históricas, às vezes ainda faz. A Gazeta do[…]

Leia mais »
A Nintendo tentou colocar a realidade virtual no mercado há 20 anos, com o Virtual Boy, mas não deu certo

Quando a realidade virtual era o futuro da tecnologia

O pesquisador Jaron Lanier é conhecido hoje por ser autor de livros como Gadget: você não é um aplicativo e Bem-vindo ao futuro, em que propõe que mudemos a forma como nos relacionamos com a tecnologia. No século passado, no entanto, ele era conhecido como o principal defensor da realidade virtual. Muita gente achava que[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami