inova.jor

inova.jor

CES 2016: Você ainda assiste à TV no seu televisor?

Samsung lança Smart Hub, que concentra todos os programas numa tela
Samsung lança Smart Hub, que concentra todos os programas numa tela

LAS VEGAS

Quando as pessoas estão à frente de seus televisores, o tempo dedicado a canais de televisão é cada vez menor. Há alguns anos, o videogame e o aparelho de DVD eram os principais concorrentes da TV convencional. Atualmente, com televisores conectados e integrados a outros dispositivos e a serviços online, as opções são inúmeras.

Uma das novidades relacionadas a esse cenário é o Smart Hub, nova interface dos televisores da Samsung, apresentada ontem durante a CES, feira de eletrônicos que acontece esta semana em Las Vegas.

O Smart Hub concentra numa tela todas as alternativas de programação, incluindo serviços de vídeo sob demanda, como Netflix e Amazon, e os canais de televisão. “Passar da ESPN para a Netflix se torna tão fácil quanto mudar do canal 1 para o canal 2”, afirmou Won Jin Lee, vice-presidente executivo da Samsung Electronics.

O espectador não precisa mais de vários controles remotos para consumir conteúdo. Esse tipo de tecnologia mostra como os canais convencionais acabaram por se tornar uma parte pequena da experiência de televisão.

Segundo Craig Wigginton, líder do setor de telecomunicações da consultoria Deloitte, 42% dos lares norte-americanos usam serviços de streaming, como o Netflix, e 34% veem pelo menos um filme via streaming por semana.

Internet das coisas

Além de ser uma central de conteúdo, a Samsung aposta que o televisor vai se tornar o centro de controle da casa inteligente. Em sua estratégia de internet das coisas, chamada SmartThings, a empresa construiu um ecossistema de 20 mil desenvolvedores e mais de 200 equipamentos, que incluem sensores de movimento e sistemas de iluminação.

Os dispositivos SmartThings também podem ser controlados pelo celular ou até pela geladeira. A Samsung apresentou uma linha de refrigeradores chamada Family Hub com acesso à internet e uma tela sensível ao toque de 21,5 polegadas, que funciona como o centro de controle da casa inteligente.

  • O jornalista viajou a convite da Samsung

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Celulares começam a ser capazes de traduzir e de reconhecer imagens, mesmo desconectados / Jorge Gonzalez/Creative Commons

Inteligência artificial chega às bordas das redes

Atualmente, serviços baseados em inteligência artificial rodam em grandes centros de dados, acessados por nossos celulares e computadores. Mas esse cenário começa a mudar. Segundo previsão da consultoria Deloitte, neste ano, um em cada cinco smartphones vendidos no mundo terá capacidade local de aprendizado de máquina. Ou seja, são mais de[…]

Leia mais »
'Os monges pararam de meditar? Pararam de rezar? Todos parecem estar tuitando', diz Herzog / Reprodução

Werner Herzog apresenta visão apocalíptica da internet

No começo de setembro de 1859, uma grande tempestade solar, que ficou conhecida como Evento Carrington, causou falhas em sistemas de telégrafo nos Estados Unidos e na Europa. Fitas de telégrafo pegaram fogo e torres soltaram faíscas. Alguns operadores tomaram choques, enquanto outros conseguiram transmitir e receber mensagens mesmo depois de[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami