inova.jor

inova.jor

Conheça Marea, o cabo submarino da Microsoft e do Facebook

Marea: Gigantes de tecnologia investem em estrutura de transmissão de dados / Alexandre Delbos/Creative Commons
Gigantes de tecnologia investem em estrutura de transmissão de dados / Alexandre Delbos/Creative Commons

Microsoft e Facebook se uniram para construir um cabo submarino para transmissão de dados entre Estados Unidos e Espanha. O projeto, chamado Marea, tem como objetivo sustentar o tráfego de internet entre os continentes.

Com conclusão prevista para 2017, o Marea será a estrutura de fibra óptica de maior capacidade no Oceano Atlântico. Com largura de banda de 160 terabits por segundo, o cabo também vai distribuir dados para redes na África, Oriente Médio, Ásia e restante da Europa.

A iniciativa vai ajudar as duas empresas a atender uma crescente demanda por serviços na nuvem e consumo de dados.

A Microsoft investe em infraestrutura para suas mais de 200 aplicações em nuvem, incluindo Bing, Office 365, Skype, Xbox Live e a plataforma Azure. Já o Facebook pretende melhorar a experiência de aplicações como vídeos ao vivo.

O cabo será administrado  pela Telxius, uma subsidiária da espanhola Telefónica, especializada em infraestrutura de telecomunicação.

Em 2007, a Microsoft adquiriu uma participação de 1,6% do Facebook por US$ 240 milhões.

Independência de infraestrutura

Outras gigantes de tecnologia investem em cabos submarinos para oferecer serviços cada vez mais rápidos e confiáveis. Em 2010, a Google inaugurou uma unidade que liga os EUA e o Japão. A empresa também investiu em uma estrutura que liga os Estados Unidos ao Brasil e uma rede de cabos que ligam várias partes da Ásia.

A Amazon anunciou este ano que vai investir em cabos submarinos. A grande varejista quer garantir ao seu serviço de cloud o maior número de opções globais para hospedar a infraestrutura de seus clientes.

Cerca de 99% do tráfego de dados intercontinentais são feitos por meio de cabos submarinos.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Painel da NeoTV discutiu novas tecnologias para empresas de TV paga / Renato Cruz/inova.jor

O futuro da TV paga é um aplicativo?

BALNEÁRIO CAMBORIÚ O conceito de TV paga tem mudado rapidamente. O uso do protocolo de internet (IP, na sigla em inglês) nas redes permite oferecer recursos como vídeo sob demanda, catch up TV (assistir aos programas já exibidos quando quiser), start over (ver do começo o programa que já está[…]

Leia mais »
Bancos já se tornaram empresas de tecnologia que oferecem serviços financeiros / Jennifer Morrow/Creative Commons

Com o avanço das fintechs, bancos travam corrida pelo futuro

“Aqui temos de correr tão rápido quanto possível só para ficarmos parados. Se você quiser ir a qualquer lugar, deve correr duas vezes mais rápido que isso.” A frase dita pelo Coelho Branco no clássico Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll, não poderia definir melhor a situação dos[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami