inova.jor

inova.jor

Mercado de games avança no Brasil

Eventos de games garantem público de milhões de pessoas no Brasil. Foto: Divulgação/ Brasil Game Show
Público brasileiro de games soma 33,6 milhões / Divulgação/Brasil Game Show

O mercado de games está mundialmente em ascensão e deve gerar US$ 99,6 bilhões até o fim do ano. O valor é 8,5% maior que o mesmo período no ano passado. A estimativa, realizada pela Newzoo, consultoria referência em pesquisas da indústria de games, também prevê movimento positivo no Brasil.

No ano passado, a consultoria classificou o País como o 11.º na lista de países com maior mercado de games do mundo. Segundo a pesquisa, dos 33,6 milhões de usuários brasileiros, 56% investem dinheiro em jogos.

Mirando o mercado em crescimento, empresas estrangeiras e nacionais prometem megaeventos voltados exclusivamente para o público geek e gamer brasileiro.

A Brasil Game Show é considerada um dos principais eventos do setor no País. Em 2015, 300 mil pessoas participaram dos quatro dias de eventos em São Paulo. A edição deste ano acontecerá em setembro e possui ingressos que variam de R$ 75 a R$ 399.

Expectativa

O ano de crise não desanima a perspectiva do mercado nacional. A Geek & Game Rio Festival, por exemplo, acontecerá apenas em 2017, mas é vista como promissora pelos organizadores.

Alexandre Marinho (Supernova) e Vânia Tavares (Fagga|GL events), organizadores da Geek & Game Rio Festival.
Alexandre Marinho (Supernova) e Vânia Tavares (Fagga|GL events) / Mariana Lima/inova.jor

Alexandre Marinho, uma das cabeças do evento e presidente da Supernova – empresa especializada em e-sports, garante que o mercado não será impactado pela atual situação econômica do País.

“O mercado é ímpar e não está acompanhando a crise. Pelo contrário, temos rebatido a crise. As empresas têm percebido essa vantagem e continuam investindo. Além disso, o nosso público procura manter os investimentos em entretenimento. Com certeza, eles vão querer conferir eventos desse porte e não será a crise que vai limitá-los”, disse o executivo.

Com expectativa de público em 70 mil em três dias de evento, o festival carioca contará com áreas para editoras especializadas em geek, especialistas em histórias em quadrinhos, espaço para amantes de filmes e séries de TV, área para o público infantil, além da Arena Gamer com prêmio de R$ 200 mil para o vencedor.

 

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Apple é a marca mais valiosa Divulgação

Qual é o valor das marcas brasileiras de tecnologia

A Interbrand divulgou o ranking das marcas mais valiosas do Brasil. Nos cinco primeiros lugares estão três bancos e duas cervejarias: Itaú – R$ 28,196 bilhões (+6%); Bradesco – R$ 22,113 bilhões (+18%); Skol – R$ 16,040 bilhões (+8%); Brahma – R$ 11,200 bilhões (+5%); e Banco do Brasil –[…]

Leia mais »
A Nintendo tentou colocar a realidade virtual no mercado há 20 anos, com o Virtual Boy, mas não deu certo

Quando a realidade virtual era o futuro da tecnologia

O pesquisador Jaron Lanier é conhecido hoje por ser autor de livros como Gadget: você não é um aplicativo e Bem-vindo ao futuro, em que propõe que mudemos a forma como nos relacionamos com a tecnologia. No século passado, no entanto, ele era conhecido como o principal defensor da realidade virtual. Muita gente achava que[…]

Leia mais »

2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami