inova.jor

inova.jor

O que você precisa saber sobre o futuro da internet

Internet: Interfaces de voz, como o Echo, da Amazon, é uma das principais tendências / Rob Albright/Creative Commons
Interfaces de voz, como o Echo, da Amazon, é uma das principais tendências / Rob Albright/Creative Commons

O Internet Trends, relatório anual elaborado por Mary Meeker, foi apresentado nesta semana durante o Code Conference, evento da Vox Media. O estudo, que apresenta as tendências do mercado de tecnologia, é um dos mais aguardados pelos executivos do Vale do Silício.

Mary lançou seu primeiro relatório Internet Trends em 1995, como analista do Morgan Stanley. Depois de ajudar a identificar oportunidades em mercados asiáticos, Mary se juntou à empresa de capital de risco Kleiner Perkins Caufield & Byers, onde esteve envolvida em negócios com empresas como SoundCloud, Twitter e Spotify.

Abaixo, alguns dos principais pontos apresentados no relatório 2016.

Expansão mais difícil da internet

Hoje, 3 bilhões das 7 bilhões de pessoas no mundo estão conectadas. De acordo com Mary, é mais difícil conseguir novos usuários em todo o mundo, uma vez que grande parte dos habitantes de países  desenvolvidos está na internet.

O crescimento de usuários na internet

Nos países em desenvolvimento, a maneira mais rápida de ter acesso são os smartphones. Como o preço dos aparelhos é muito alto em relação à renda das pessoas nesses locais, o crescimento da internet tende a ser mais demorado a partir de agora.

Preço smartphones x renda per capita / Internet Trends

O crescimento do número de usuários de smartphones também está desacelerando em todo o mundo.

Vídeo como ferramenta de vendas

As vendas pela internet nos Estados Unidos aumentaram de menos de 2% para 10% em 15 anos. Hoje, o tempo médio que um varejista demora para chegar a marca de US$ 100 milhões em vendas online é menor. A Nike demorou 14 anos para chegar a esse número, enquanto a Under Armour levou 8 anos para conseguir esse volume de vendas.

Os vídeos são as novas ferramentas de venda online:

  • No Facebook, uma mulher bateu o recorde de audiência de vídeo ao vivo da plataforma ao gargalhar com máscara do Chewbacca. Ela mencionou duas vezes a rede varejista Kohl’s durante o vídeo e, no mesmo dia, o aplicativo da loja foi para o topo da lista de downloads na Apple Store.
  • No Snapchat, os usuários interagem com a publicidade. O tempo médio que os usuários passam com filtros patrocinados, um formato publicitário da plataforma, é de 20 segundos.

O sucesso dos anunciantes no Snapchat

Grande aposta na busca por voz

A Amazon vendeu até o momento 4,4 milhões de Echo, caixa com microfone que serve de interface para a assistente virtual Alexa. A empresa, que possui mais de 54 milhões de membros no programa Prime, de acordo com a Consumer Intelligence Research Partners, ainda tem um grande potencial de venda para o seu produto.

Mary acredita que o sucesso do produto acontece porque utilizar o microfone para fazer compras é três vezes mais rápido do que navegar em aplicativos móveis. E a empresa tem um enorme potencial de combinar big data com a recomendação de novos produtos, uma tendência que deve guiar os casos de sucesso do varejo para os próximos anos.

Os varejistas físicos também podem aproveitar a busca por voz: cerca de 90% de todas as compras acontecem numa loja e as buscas por voz facilitam a procura imediata e local, como procurar um restaurante no bairro ou um prestador de serviços. Essa tendência é conhecida como micromomentos.

Publicidade móvel bloqueada

O relatório afirma que a publicidade na internet é dominada pelo Google e Facebook. Cerca de 76% da publicidade online feita nos Estados Unidos é compartilhada pelas duas empresas.

Google e Facebook dominam a publicidade digital
Google e Facebook dominam a publicidade digital / Internet Trends

A publicidade móvel cresceu 66% no último ano, mas, de acordo com Mary, os usuários estão gastando muito mais tempo em dispositivos móveis do que os anunciantes estão investindo em publicidade para alcançar o seu público nesses locais. Só neste ano, anunciantes perderam US$ 22 bilhões em oportunidades de venda para o público móvel.

Outro grande desafio enfrentado na publicidade é o crescimento de softwares bloqueadores de anúncios. Hoje, cerca de 420 milhões de usuários de dispositivos móveis utilizam bloqueadores. Isso se tornou uma barreira para a publicidade, que precisa pensar em novos formatos para atender os anunciantes.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

O Google tem investimento direto em 11 cabos submarinos, inclusive no Brasil / Divulgação

Google amplia investimento em cabos submarinos

O Google tornou-se uma operadora de telecomunicações? Por muito tempo, as empresas tradicionais desse mercado têm se queixado das chamadas OTTs, sigla de over the top, companhias que prestam serviços via internet. As teles costumam reclamar do crescimento explosivo de tráfego de dados, que, segundo elas, não remunera o investimento[…]

Leia mais »
A USP lidera a produção científica mundial sobre cosméticos / Juanedc/Creative Commons

Quais foram as 10 reportagens mais lidas de 2016

Big data, internet das coisas, expansão da banda larga e investimentos em startups foram alguns dos temas de tecnologia e inovação em destaque neste ano. Isso se reflete na relação das dez reportagens mais lidas de 2016 no inova.jor. De certa forma, a lista também serve como retrospectiva do ano. Apesar da[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami