inova.jor

inova.jor

Software impulsiona mercado de tecnologia no Brasil

Investimento em software impulsiona mercado de tecnologia da informação no Brasil / Open Grid Scheduler / Creative Commons
Mercado brasileiro de TI cresceu 9,2% em 2015, liderado pelo setor de software / Open Grid Scheduler/Creative Commons

Os investimentos em software incentivaram o avanço do mercado brasileiro de tecnologia da informação no ano passado. Em 2015, o País registrou crescimento de 9,2%, quando comparado ao ano anterior, alcançando US$ 59,9 bilhões.

O resultado faz parte do estudo Mercado Brasileiro de Software e Serviços 2016, produzido pela Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes), em parceria com a consultoria IDC.

Segundo o estudo, o Brasil investiu US$ 12,3 bilhões em software em 2015, um aumento de 30,2% em relação ao ano anterior. Apesar de maior (US$ 33,4 bilhões), o mercado de hardware registrou o menor avanço, de 6,3%, enquanto o setor de serviços cresceu 8,2%.

Em termos globais, o Brasil é oitavo no ranking dos países que mais investem em software e serviços, com gastos de U$ 27 bilhões. Os Estados Unidos (US$ 470 bilhões), Reino Unido (US$ 83 bilhões) e Japão (US$ 77 bilhões) lideram a lista.

Divisão regional

No âmbito local, a Região Sudeste foi a que mais destinou verbas para TI no ano passado, concentrando 60,44% do mercado brasileiro. O Nordeste ficou como segundo colocado, com 10,72%, seguido da Região Centro-Oeste, com 10,64%.

Apesar do cenário negativo da economia brasileira, o estudo prevê um crescimento de 3% nos investimentos de TI para este ano, acima da média global de 2,4%.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Como a internet das coisas vai mudar sua empresa

A internet das coisas (IoT, da sigla em inglês) deve revolucionar as organizações brasileiras num prazo de três a cinco a anos. A expectativa é do próprio empresariado brasileiro, que planeja aumentar investimentos na tecnologia. Os dados fazem parte de um estudo realizado pela IBM, baseado em entrevistas com executivos de empresas de todo[…]

Leia mais »
O Labelectron, da Fundação Certi, combina pesquisa e fabricação de produtos / Renato Cruz/inova.jor

Como deve evoluir a digitalização da indústria brasileira

Poucas indústrias brasileiras adotam tecnologias digitais avançadas. Segundo pesquisa do Projeto Indústria 2027, somente 1,6% das empresas encontra-se hoje na chamada Indústria 4.0. Em dez anos, esse percentual deve subir para 21,8%. A Indústria 4.0 promove a integração da automação da fábrica aos demais sistemas digitais da empresa, com adoção[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami