inova.jor

inova.jor

Como a fibra óptica pode funcionar como sensor

Fibra óptica é usada como sensor de movimento numa ponte na Inglaterra / Engineering at Cambridge/Creative Commons
Fibra óptica é usada como sensor de movimento numa ponte na Inglaterra / Engineering at Cambridge/Creative Commons

A Furukawa, fabricante japonesa de fibra óptica, tem planos para o mercado de internet das coisas. A ideia da empresa é fornecer diferentes tipos de sensores ópticos, que não precisam de energia elétrica para funcionar e são imunes à interferência eletromagnética.

Ao medir o comportamento do feixe de luz que passa por uma fibra, é possível conhecer características do ambiente em que ela está. Uma das aplicações é a medição do nível de água nos reservatórios.

“Temos conversas com consultores que dão apoio ao sistema para medir automaticamente o nível de água”, afirma Foad Shaikhzadeh, presidente da Furukawa no Brasil.

Além de medir o nível de água, a fibra óptica pode ser usada para medir temperatura, pressão e tensão, entre outras características do ambiente.

“Uma das mais antigas aplicações de sensor óptico no Brasil é da Embraer, que usa a fibra como giroscópio”, exemplifica Shaikhzadeh.

O giroscópio é um sensor que identifica mudanças de direção, usado tanto em aeronaves quanto em eletrônicos como o celular.

Guilherme Hoffmann, engenheiro de Banda Larga da Furukawa, passou uma temporada em treinamento no Japão, onde viu outras aplicações de sensores ópticos.

“Vi a demonstração de um braço robô em que a fibra óptica era usada para identifica o movimento em cada uma das suas juntas”, afirma Hoffmann. “A fibra também pode funcionar como microfone.”

No microfone óptico, um laser é refletido num diafragma, que vibra de acordo com o som e modifica a direção da luz refletida. Um fotodetector transforma essa luz em som analógico ou digital.

Há dois anos, a Furukawa lançou uma câmera ligada à fibra óptica, sem fonte de energia, capaz de transmitir imagens por uma distância de 10 quilômetros.

Outra aplicação dos sensores ópticos é na engenharia civil. A fibra óptica pode ser empregada, por exemplo, para monitorar as condições de uma ponte em que trafegam trens de alta velocidade com carga pesada.

Loja para provedores

A Furukawa lançou esta semana sua loja virtual de soluções de rede óptica para provedores de acesso. No site, é possível desenhar um projeto de rede, comprar a fibra óptica e equipamentos e ter acesso a financiamento.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

A Omnilink tem vários projetos de pesquisa e desenvolvimento com o Inatel / Divulgação

Em parceria com Inatel, Omnilink aposta em internet das coisas

A Omnilink, que desenvolve e comercializa sistemas de gestão de frotas, fechou um acordo com o Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), de Santa Rita do Sapucaí (MG), para desenvolver projetos com conectividade SigFox. A tecnologia SigFox é uma tecnologia de comunicação de longo alcance e baixo consumo de energia. É[…]

Leia mais »
Com a compra da Whole Foods, a Amazon deve passar a mapear o comportamento do cliente em lojas físicas / Divulgação

Internet das coisas converte visitante do varejo em cliente

A compra da rede de supermercados Whole Foods pela Amazon na semana passada consolida um movimento muito forte do varejo mundial: a dissolução das barreiras entre o mundo digital e as operações tradicionais de comércio. A Amazon está acostumada a mapear as buscas e decisões de compra de seus usuários[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami