inova.jor

inova.jor

Concurso de robótica premia soluções para indústria 4.0

Robótica: Concurso promovido pela Bayer vai premiar soluções para a industria 4.0 / Madeline Gannon/Creative Commons
Concurso promovido pela Bayer vai premiar soluções para a industria 4.0 / Madeline Gannon/Creative Commons

Apaixonados por robótica de todo o mundo podem se inscrever no programa global Grants4Tech, patrocinado pela Bayer. Os melhores projetos receberão prêmios de até € 40 mil.

O programa está aberto para startups, instituições acadêmicas e especialistas em robótica. As pesquisas devem ser voltadas para as áreas de atuação da Bayer em indústria 4.0, também chamado de 4ª etapa da Revolução Industrial.

A indústria 4.0 significa um passo além da automação. Plataformas eletrônicas controlam processos físicos e as informações fluem entre os sistemas de gestão empresarial e de relacionamento com clientes e a produção.

Para participar, é preciso ter um projeto inovador na área produtiva. O projeto inscrito precisa apresentar uma solução robótica que consiga abrir um tambor de matéria-prima e o saco plástico interno desse tambor, para tirar uma mostra do material em pó que existe dentro dele.

O desafio completo prevê que o robô feche o saco plástico e lacre o tambor depois de tirar a mostra.

Etapas

O grau de inovação do projeto e a quantidade de etapas que o robô conseguir realizar com sucesso são alguns dos indicadores levados em conta na avaliação dos inscritos.

Uma lista contendo o nome dos seis finalistas será divulgada na metade de outubro. A partir de então, as equipes terão seis meses para construir os robôs com a ajuda de técnicos da Bayer.

Em maio de 2017, os seis finalistas farão uma viagem a Berlim com todas as despesas pagas para participar de uma feira Cube Tech Fair. A feira é a última etapa de avaliação no processo.

Por fim, os três mais bem avaliados vão receber um prêmio em dinheiro. O primeiro colocado ficará com € 40 mil, a segunda posição levará € 20 mil e o terceiro no ranking ganhará € 15 mil. Os demais finalistas receberão € 10 mil.

As inscrições estão abertas no site do programa até o dia 30 deste mês.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

O Labelectron, da Fundação Certi, combina pesquisa e fabricação de produtos / Renato Cruz/inova.jor

Como a indústria brasileira pode competir com a China

FLORIANÓPOLIS A crise da indústria brasileira começou antes da crise. O faturamento real do setor foi, em maio deste ano, o pior desde fevereiro de 2009. A participação dos produtos manufaturados nas exportações brasileiras, que havia chegado a 61% em 2002, está atualmente em 36%. O Labelectron, fábrica-laboratório da Fundação Certi, tem entre os[…]

Leia mais »
A VR Monkey foi uma das oito startups escolhidas pelo Programa de Promoção da Economia Criativa / Divulgação/VR Monkey

Realidade virtual atrai investimento no Brasil

A startup paulistana VR Monkey, que desenvolve soluções de educação em realidade virtual, é uma das empresas escolhidas para participar do Programa de Promoção da Economia Criativa. Parceria entre Samsung, Associação de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) e Centro de Economia Criativa e Inovação da Coreia do Sul, o programa prevê[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami