inova.jor

inova.jor

E quando robôs forem capazes de fazer o seu trabalho?

Robôs: O Watson, sistema de computação cognitiva da IBM, editou um trailer para o filme 'Morgan' / Reprodução
O Watson, plataforma de computação cognitiva da IBM, editou um trailer para o filme ‘Morgan’ / Reprodução

Há algumas décadas, os robôs começaram a substituir humanos nas fábricas, assumindo tarefas repetitivas e de risco. Com o avanço da inteligência artificial, máquinas tornam-se cada vez mais capazes de realizar trabalhos intelectuais especializados.

Um exemplo disso é o trailer do filme Morgan feito pelo Watson (disponível abaixo). A plataforma de computação cognitiva da IBM estudou centenas de trailers de filmes de terror e suspense para sugerir as 10 principais cenas a serem incluídas no vídeo.

O computador ainda não chegou ao ponto de ser capaz de entregar um vídeo editado, mas essa é somente a primeira tentativa.

É surpreendente que um trabalho considerado artístico e criativo como esse já esteja ao alcance de máquinas.

Além de ser utilizado em áreas como finanças e medicina, o Watson já venceu uma partida do programa de auditório Jeopardy! e foi coautor de um livro de receitas.

O avanço da inteligência artificial não para por aí. Um estudo da Forrester Research apontou que, até 2025, os robôs vão substituir 7% dos postos de trabalho nos Estados Unidos.

Na realidade, esse é o total da conta. Os robôs vão assumir 16% dos postos de trabalho e, para sustentar sua operação, será criado o equivalente a 9% das posições atuais.

Surgirão vagas para profissionais que monitoram robôs, cientistas de dados e especialistas em automação, entre outros. As atividades de escritório e administrativas serão as mais afetadas pela automação.

Até os jornalistas não estão livres desse movimento. Já existem sistemas inteligentes que escrevem notícias sobre resultados de empresas, movimentos do mercado financeiro e partidas esportivas.

A máquina ainda não consegue, no entanto, produzir textos mais complexos.

Sem motorista

Outro setor que deve ser um dos mais afetados é o de transporte, principalmente por causa dos carros autônomos, segundo uma reportagem publicada recentemente pelo Guardian.

Ontem (14/9), o Uber começou um piloto com carros autônomos em Pittsburgh (EUA). A empresa colocou na rua 14 Ford Fusions e, durante os testes, os automóveis ainda carregam um piloto de segurança.

Um estudo da PricewaterhouseCoopers prevê que, se todos recorrerem a serviços como o Uber com carros autônomos, a frota de veículos em circulação nos Estados Unidos pode cair 99%, passando de 245 milhões para 2,4 milhões de carros.

O empreendedor Zack Kanter estima que, até 2025, os carros autônomos podem acabar com 10 milhões de empregos nos EUA.

Esse número inclui motoristas, trabalhadores das montadores e das fabricantes de autopeças, de oficinas mecânicas, de postos de gasolina e de seguradoras, entre outros.

Depois de ser uma promessa por décadas, a inteligência artificial passou a evoluir rapidamente. Mais do que pensar nos empregos destruídos, é importante que preparar profissionais para os postos de trabalho que serão criados pela proliferação de robôs.

Em seu livro Para onde nos leva a tecnologia, o jornalista Kevin Kelly, ex-editor da Wired, afirma que, quando as máquinas conseguirem exercer todas as atividades produtivas atualmente restritas aos humanos, ainda caberá a nós criar tecnologias e novos usos para elas.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Por que sua cidade precisa de um sistema operacional

PORTO ALEGRE Imagine um sistema operacional como Windows, Linux, Android ou iOS implementado na sua cidade, transformando-a num ambiente de serviços públicos totalmente conectados. Esse modelo aparentemente futurista é o que a PUCRS pretende criar nos próximos anos em Porto Alegre. O conceito de sistema operacional de cidade já está sendo implementado[…]

Leia mais »

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami