inova.jor

inova.jor

MCTIC: ‘Estamos comprometidos com fundo garantidor’

André Borges afirma que o MCTIC está comprometido com o fundo garantidor para provedores regionais / Herivelto Batista/ASCOM-MCTIC
André Borges, do MCTIC, preferiu não definir datas para o fundo garantidor / Herivelto Batista/ASCOM-MCTIC

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) está comprometido com o fundo garantidor para os provedores regionais de internet, segundo André Borges, secretário de Telecomunicações do MCTIC.

Ontem (2/11), o inova.jor publicou um artigo assinado por Erich Rodrigues, presidente da Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint), que destaca a importância do fundo garantidor para que os pequenos provedores tenham acesso a financiamento.

“Porém, o fundo de aval não tem sido abastecido com recursos pela atual administração do secretário de Telecomunicações, André Borges, que assumiu o cargo em julho”, escreveu Rodrigues.

Borges comentou o tema, em e-mail ao inova.jor:

    “Apesar da curiosa referência de pouco caso, nós também identificamos nesse assunto um elemento que pode ajudar os provedores regionais e, portanto, o desenvolvimento da banda larga no que diz respeito à relevante atuação deles.
    Temos despendido tempo e esforço não só na atenção quanto à relevante demanda desse segmento, quanto às providências para viabilizar essa ferramenta em várias frentes.
    Estamos comprometidos em viabilizar esse objetivo.
    Pensei que soubessem disso. Infelizmente, ainda não consegui entregar esse resultado nos quatro meses na função.”

O secretário do MCTIC informou que ainda não existe um prazo definido para que isso aconteça.

Participação de mercado

Os provedores regionais de internet tinham, em julho, 2,6 milhões de acessos, o que representava cerca de 10% do total de acessos de banda larga fixa existentes no País.

Durante o Futurecom, André Borges informou que o governo trabalha num novo plano de banda larga, que inclui ampliar de 60% para 75% os municípios brasileiros alcançados pela rede de transporte de fibras ópticas.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Tem certeza de que seu celular é seguro?

A segurança é a maior preocupação das operadoras de telefonia móvel em 2016. A conclusão faz parte de uma pesquisa internacional realizada pela F5 Networks sobre os planos de negócios e tecnologias para os próximos meses. “As operadoras de redes móveis estão precisando abrir seus ambientes, mudar o seu controle[…]

Leia mais »
O serviço TIM Live deve ser expandido de cinco para pelo menos 10 cidades em 2018 / Gonzalo Tapia/Creative Commons

TIM investe em banda larga via fibra óptica para crescer

A TIM Brasil planeja expandir sua rede óptica para crescer em serviços fixos. “A partir de hoje, só vamos oferecer FTTH”, disse na sexta-feira (8/12) Fabiano Ferreira, diretor da Unidade de Negócios Residencial e de Pequenas e Médias Empresas da operadora. FTTH é a sigla de Fiber To the Home,[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami