inova.jor

inova.jor

McKinsey: 50% das atividades podem ser automatizadas

Somente 5% das profissões podem ser totalmente automatizadas / Madeline Gannon/Creative Commons
Somente 5% das profissões podem ser totalmente automatizadas, segundo a McKinsey / Madeline Gannon/Creative Commons

A possibilidade de trabalhadores humanos serem totalmente substituídos por robôs afeta menos de 5% das profissões, segundo estudo da McKinsey.

Mesmo assim, boa parte das atividades será desempenhada por robôs.

“O nível correto de detalhe para se analisar o impacto potencial da automação são as atividades individuais no lugar de ocupações inteiras”, apontou o relatório A future that works: automation, employment, and productivity (Um futuro que funciona: automação, emprego e produtividade).

Segundo a consultoria, quase toda profissão tem um potencial parcial de automação, pois uma parte de suas atividades pode ser exercida por máquinas.

A estimativa da McKinsey é que cerca de metade de todas as atividades pelas quais as pessoas são pagas pode ser automatizada, adaptando-se tecnologias existentes atualmente.

“Isso equivale a quase US$ 16 trilhões em salários”, informou o relatório.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Fábrica da thyssenkrupp em Poços de Caldas adota o conceito de Indústria 4.0 / Divulgação

Como é o processo de transformação digital da thyssenkrupp

Com uma história de 180 anos no Brasil, a thyssenkrupp passa por um processo de transformação digital. Cada vez mais, produtos e processos industriais incorporam tecnologia da informação. “A digitalização está somente no começo”, afirma Heinrich Hiesinger, CEO mundial da empresa alemã.  “No cenário da Indústria 4.0, treinar as pessoas[…]

Leia mais »
Trabalhadores brasileiros admitem conhecer pouco a respeito de inteligência artificial / Jean Zar/Creative Commons

Qual deve ser o impacto da inteligência artificial no trabalho

A inteligência artificial é vista como a tecnologia emergente com maior potencial de transformar o ambiente de trabalho nos próximos cinco anos, segundo o estudo The new digital divide, da Unisys. A pesquisa ouviu 12 mil pessoas em 12 países, incluindo o Brasil. Os pesquisados têm 18 a 64 anos e[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami