inova.jor

inova.jor

Olimpíada de Tóquio terá medalhas feitas de celulares reciclados

Japão espera reunir oito toneladas de celulares descartados para confeccionar as medalhas / Jonathan Lin/Creative Commons
Japão espera reunir oito toneladas de celulares descartados para confeccionar as medalhas / Jonathan Lin/Creative Commons

Os vencedores da Olimpíada de Tóquio em 2020 vão receber medalhas feitas de metais recuperados de smartphones descartados.

A ideia é atrair a atenção para a forma como a população japonesa lida com resíduos eletrônicos e explicar como é possível evitar o desperdício.

O comitê organizador do evento anunciou nesta semana uma campanha para incentivar as pessoas a reciclar seus smartphones antigos para a confecção de medalhas.

A ideia é usar as pequenas quantidades de metais preciosos que existem nos dispositivos.

O objetivo é reunir oito toneladas de metal de celulares descartados para 5 mil medalhas que serão entregue durante os jogos.

Para atingir o resultado esperado, a organização vai instalar pontos de descarte em mais de 2,4 mil lojas da operadora NTT DoCoMo, parceira do projeto.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

O evento MAX 2017 discute, em Belo Horizonte, os rumos da economia criativa / Renato Cruz/inova.jor

Economia criativa cresce acima da média mundial no Brasil

BELO HORIZONTE O mercado de cultural brasileiro tem expectativa de crescimento acima da média mundial nos próximos anos. Segundo Luciane Gorgulho, chefe do Departamento de Economia da Cultura do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o setor movimentou US$ 47 bilhões no País em 2015. “Somente o setor[…]

Leia mais »
Equipes de dois a quatro competidores podem se inscrever na modalidade prática da olimpíada / Denise Casatti/Divulgação

Olimpíada Brasileira de Robótica está com inscrições abertas

A Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) está com as inscrições abertas até 20 de maio. A competição tem como objetivo incentivar estudantes dos ensinos fundamental, médio e técnico a trabalharem em equipe para construir robôs e programá-los. A OBR tem duas modalidades: teórica e prática. Na modalidade teórica, os alunos[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami