inova.jor

inova.jor

O que falta para desligar a TV analógica em São Paulo

Dia 29 de março o sinal de TV analógica deve ser desligado em São Paulo / Ana Nascimento/MDS
Dia 29 de março o sinal de TV analógica deve ser desligado em São Paulo / Ana Nascimento/MDS

São Paulo foi a primeira cidade brasileira a receber o sinal de TV digital, em dezembro de 2007.

Deve ser a segunda grande cidade a ter a TV analógica desligada, em 29 de março. Em novembro do ano passado, houve o desligamento em Brasília.

A TV analógica precisa ser desligada porque suas frequências serão usadas para ampliar a quarta geração da telefonia celular (4G).

Um estudo do Ibope mostrou que 86% dos lares da região metropolitana de São Paulo jã estão preparados para receber a TV digital. Ou seja, se o desligamento acontecesse hoje, 14% das residências passariam a ver tela preta.

As regras para o apagão digital define que 93% dos domicílios precisam receber o sinal digital. Essa marca deve ser alcançada com a na distribuição de kits com conversor e antena para famílias inscritas no Cadastro Único do governo.

No próximo dia 20, o Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired) vai se reunir para reavaliar o prazo final do sinal analógico para a cidade de São Paulo e mais 38 municípios do entorno.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

O iPhone 8 e iPhone 8 Plus, da Apple, começaram a chegar ao mercado em setembro / Divulgação

iPhone 7 foi o smartphone mais vendido no 3.º trimestre

O iPhone 7 foi o smartphone mais vendido do mundo no terceiro trimestre, com 13 milhões de unidades comercializadas, segundo a consultoria Canalys. Em segundo lugar, ficou outro produto da Apple, o iPhone 6s, com 7,9 milhões de unidades. As vendas totais de smartphones subiram 5,5% no trimestre, somando 375,9[…]

Leia mais »
Amos Genish, da Vivo, diz que empresas precisam ser mais inovadoras

‘Brasil precisa criar centros tecnológicos’, diz presidente da Vivo

“O Brasil precisa criar centros tecnológicos aqui”, afirmou ontem Amos Genish, presidente da Vivo, durante a inauguração da nova sede da Wayra, aceleradora de startups do grupo espanhol. “Para saírem da crise, as empresas brasileiras precisam inovar mais, para se tornarem mais competitivas.” Segundo Genish, não falta competência aos profissionais[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami