inova.jor

inova.jor

Operadoras apostam em aplicativos para transformação digital

Transformação digital: Oi lança aplicativo que permite troca de créditos entre minutos e dados / Mariana Lima / inova.jor
Oi lança aplicativo que permite troca de créditos entre minutos e dados / Mariana Lima/inova.jor

A transformação digital é considerada fundamental para a competitividade de empresas em diferentes setores da economia.

Em mercados mais tradicionais, como telecomunicações e finanças, tornar-se totalmente digital tende a ser ainda mais complicado.

A Zup é uma das empresas que oferecem soluções para que operadoras de telecomunicações e bancos deem os primeiros passos na transformação digital.

Com sede em Belo Horizonte, a companhia conta hoje com 330 funcionários e tem entre seus clientes Santander, Vivo e Nextel.

Para o banco, a empresa criou uma plataforma de controle de cartões, para diminuir a quantidade de ligações para o atendimento.

“Poder administrar cartões de crédito e débito por aplicativo de celular é uma experiência que atrai muito o usuário, que não quer passar horas num atendimento por telefone. A experiência deu tão certo que estamos estudando propostas de aplicar em outros países”, diz Felipe Almeida, diretor de marketing da Zup.

Telecomunicações

É na área de telefonia, no entanto, que a empresa tem mais clientes no Brasil, com perspectiva de crescimento também na Europa.

A Zup criou uma plataforma em que os clientes das operadoras de telefonia móvel podem personalizar seus planos, sem necessidade de interagir com atendentes humanos.

“O usuário faz um cadastro e consegue administrar a contratação de dados e voz pelo aplicativo. Pode mudar de plano e realizar compras pelo app, sem precisar falar com um atendente de call center ou de loja física”, diz Almeida.

Para isso, uma equipe de desenvolvimento da Zup atua diretamente com a equipe da operadora. Os funcionários são responsáveis pelo monitoramento, melhorias e manutenção do aplicativo.

A empresa cobra um valor de implementação e desenvolvimento, de acordo com as funcionalidades desejadas pela operadora.

Aplicativos

Oi lança aplicativo que permite troca de minutos e dados / Mariana Lima / inova.jorEntre os clientes da Zup está a Nextel, que lançou em dezembro do ano passado o aplicativo Happy, dando controle dos serviços totalmente para os usuários.

Hoje (12/4), foi a vez de a Oi lançar seu aplicativo. A operadora não divulgou quem desenvolveu o app.

A plataforma funcionará, inicialmente, para todos os clientes dos planos Oi Livre (pré-pago) e Oi Mais Controle. E tem características semelhantes ao produto da Nextel.

O diferencial da Oi é a possibilidade de converter o pacote de dados em minutos e vice-versa.

A mudança, garante a operadora, se dá instantaneamente, pode ser feita várias vezes ao dia e sem custos adicionais.

“A intenção é dar uma boa experiência para o usuário. Se ele precisar de minutos, vai até o aplicativo e aumenta a quantidade de minutos, diminuindo a de dados. Mas, se logo depois precisar mais de internet, faz o movimento contrário”, explica Roberto Guenzburger, diretor de mobilidade da Oi.

Com 30% dos clientes pré-pagos sem acesso a um smartphone a empresa oferece também a possibilidade de mudança pelo portal Minha Oi. Mas o acesso para essa plataforma pelo site só é disponível se for feito por meio do navegador de um celular.

Processo de recuperação

A estratégia da Oi faz parte de uma tentativa de retomada de confiança durante seu processo de recuperação judicial.

“Hoje há 1% da empresa cuidado dessa questão jurídica e outras 99% trabalhando para deixar a produção cada vez melhor e dar uma melhor experiência para os usuários. O que está nas nossas mãos é deixar a empresa saudável até para que o credor veja que poderá recuperar depois”, diz Bernardo Winik diretor de varejo da Oi.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Embratel Star One inicia operação comercial do novo satélite Star One D1

Embratel Star One inicia operação comercial do satélite D1

O D1, maior satélite da Embratel Star One, iniciou hoje (20/2) sua operação comercial. Em órbita desde dezembro, está equipado com as bandas C, Ku e Ka, que podem ser usadas para TV, voz e dados. É o nono satélite da empresa, fazendo parte da quarta geração, conhecida como Família D. Ele complementa uma[…]

Leia mais »
AcessaSP terá espaço de coworking, em parceria com CPS e Fundação Telefônica Vivo / Divulgação

Coworking público paulista está com inscrições abertas

Estão abertas as inscrições para o Acessa Campus, espaço público compartilhado do governo do Estado de São Paulo. O prazo termina em 28 de fevereiro. Podem participar pessoas físicas, microempreendedores individuais (MEIs) e empresa de micro e pequeno porte. O projeto é uma parceria entre o Centro Paula Souza (CPS),[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami