inova.jor

inova.jor

Aceleradora da FGV oferece mentoria gratuita para startups

FGV: Liderada pelo professor Gilberto Sarfati, GVentures não cobra taxas nem participação nas startups / Divulgação
Liderada pelo professor Gilberto Sarfati, GVentures não cobra taxas nem participação nas startups / Divulgação

A aceleradora GVentures, da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas, oferece um programa gratuito de mentoria com duração de quatro meses. As inscrições vão até 31 de maio.

Um dos requisitos é que a startup tenha um aluno ou ex-aluno da FGV como sócio. Podem se inscrever empresas de qualquer setor de atuação.

Voltado para startups que ainda não tenham recebido seu primeiro investimento, o programa será realizado no próximo semestre.

Primeiros clientes

Segundo o professor Gilberto Safarti, coordenador da GVentures, o principal objetivo do processo de aceleração é levar a startup a atrair os primeiros clientes e conseguir faturamento.

Criada no ano passado, a GVentures é uma aceleradora universitária de negócios que não cobra participação nas startups ou taxas.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

HackBrazil leva empreendedores a Harvard e ao MIT

Empreendedores brasileiros podem inscrever soluções tecnológicas para problemas brasileiros até o dia 30 deste mês no HackBrazil. Criada por alunos brasileiros de Harvard e do Instituto de Tecnologia da Massachusetts (MIT, na sigla em inglês), a competição anual reúne propostas para melhorar as condições de vida no Brasil. Os inscritos terão suas ideias avaliadas pelos[…]

Leia mais »
O programa Afro Hub vai selecionar 10 empreendedores negros para seu processo de pré-aceleração / Divulgação

Afro Hub apoia iniciativas de empreendedores negros

Foi anunciado ontem (30/5) o lançamento do Afro Hub, um programa que tem por objetivo apoiar empresas tecnológicas de empreendedores negros. O programa é uma iniciativa da Feira Preta, Afro Business e Diaspora.Black, com apoio do Facebook. Neste ano, completam-se 130 anos da abolição da escravatura no Brasil. A partir[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami