inova.jor

inova.jor

Educadora carioca é premiada pela Singularity University

Singularity: Tonia Casarin apresentou projeto de qualificação socioemocional para professores / Divulgação
Tonia Casarin apresentou projeto de qualificação socioemocional para professores / Divulgação

A educadora carioca Tonia Casarin foi a vencedora do Singularity University Brazil Global Impact Challenge 2017.  A final da competição aconteceu na quinta-feira passada (4/5) em Curitiba, no campus da Universidade Positivo.

A pesquisadora foi uma das 10 finalistas entre 107 inscritos na competição, que tinha como tema Educação para o Século 21.

O prêmio é a participação no curso Global Solutions Program (GSP), na sede da Singularity University, no centro de pesquisas da Nasa, no Vale do Silício.

Com duração de três meses, o curso custa US$ 30 mil.

Projeto

Com mestrado em educação pela Teachers College da Universidade Columbia, Tonia Casarin apresentou um projeto de qualificação socioemocional para professores, por meio de uma plataforma que pode ser acessada tanto pelo celular quanto pelo computador.

A banca julgadora foi formada por representantes da Singularity University e empreendedores brasileiros.

Criada em 2008 por Peter Diamandis e Ray Kurzweil, a Singularity University já promoveu 94 Global Impact Challenges em 38 países, premiando 121 projetos.

O objetivo das competições é identificar projetos que tenham potencial de impactar positivamente até 1 bilhão de pessoas em 10 anos.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Curso intensivo e gratuito sobre governança da internet será realizado em julho em São Paulo / Divulgação

Escola de Governança da Internet tem inscrições abertas

Estão abertas as inscrições para a quinta turma do curso intensivo da Escola de Governança da Internet (EGI). O curso é gratuito e o prazo das inscrições termina em 22 de abril. O curso será ministrado de 8 a 13 de julho, em São Paulo. Com 50 horas de duração,[…]

Leia mais »
Pesquisa mostra que 69% das pessoas não imaginam como viver sem internet / ajari/Creative Commons

O avanço tecnológico destrói vidas? Muita gente acha que sim

Hendrik van Loon é um escritor que anda meio esquecido. Seu livro História das invenções: o homem, fazedor de milagres foi publicado em 1934 nos Estados Unidos, e saiu por aqui na década seguinte, pela Editora Brasiliense. O historiador holandês expôs nesse livro uma ideia poderosa, que foi adotada mais tarde[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami