inova.jor

inova.jor

Crowd Vale da Eletrônica lança segunda chamada de startups

O Crowd Vale da Eletrônica fica no Inatel, em Santa Rita do Sapucaí / Divulgação
O Crowd Vale da Eletrônica fica no Inatel, em Santa Rita do Sapucaí, no sul de Minas Gerais / Divulgação

O Crowd Vale da Eletrônica abriu as inscrições de seu segundo processo seletivo para startups. O prazo termina em 9 de junho.

Sediada em Santa Rita do Sapucaí (MG), a iniciativa é uma parceria entre Telefónica Open Future, Inatel e Ericsson.

Pré-aceleração

Serão selecionadas até 20 startups para um período de pré-aceleração de dez meses.

O programa busca projetos em áreas como:

  • internet das coisas (IoT),
  • soluções digitais em telecomunicações,
  • fintech (serviços financeiros),
  • agtech (agricultura),
  • software como serviço (SaaS),
  • big data,
  • aprendizado de máquina,
  • inteligência artificial,
  • end to end (E2E),
  • edtech (educação),
  • segurança,
  • vídeo,
  • media,
  • mobile (aplicativos para celular) e
  • games.

Além das suas instalações, o Crowd oferece suporte técnico e mentores. Numa segunda etapa, a startup pode receber investimento por meio do Wayra, aceleradora de startups da Telefônica.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Antes da Brasil/CT, Marcos Wettreich criou o iBest e a MLab / Divulgação

‘Nunca faço business plan quando começo um negócio’

Marcos Wettreich é um pioneiro da internet brasileira. Quem acompanhou a chegada da operação comercial da rede no Brasil, há pouco mais de duas décadas, lembra-se da revista Internet World e da empresa de eventos Matel, dois empreendimentos de Wettreich. Também deve se lembrar do iBest, que surgiu como prêmio e[…]

Leia mais »
Prevenção é o melhor caminho para que estejamos preparados para a próxima onda de ataques / Renato Cruz

Líderes empresariais precisam estar atentos à segurança digital

O último ataque cibernético do ransomware WannaCry teve desdobramentos em escala global e atingiu 200 mil vítimas em 150 países, de acordo com a polícia europeia. O código malicioso foi responsável pelo sequestro do acesso dos computadores infectados e atingiu equipamentos de hospitais e centros de saúde, empresas automotivas, de[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami