inova.jor

inova.jor

Roche e 100 Open Startups lançam desafio sobre oncologia

Vencedor do desafio da Roche deve ser anunciado em novembro / Marcello Bravo/Divulgação
Vencedor do desafio da Roche deve ser anunciado em novembro / Marcello Bravo/Divulgação

A farmacêutica Roche e o Movimento 100 Open Startups lançaram o desafio Transformando a Jornada Oncológica, para startups e grupos de pesquisa e desenvolvimento com projetos na área da saúde.

As inscrições podem ser feitas até 31 de julho.

O vencedor será anunciado em novembro, e receberá da Roche:

  • serviços de consultoria (construção de modelo de negócio, estratégia de crescimento ou estruturação interna);
  • subsídio de materiais de escritório/reagentes ou patrocínio para participar de um evento ou congresso internacional de referência.

Projetos inovadores

O desafio busca projetos nas seguintes áreas:

Descobertas oncológicas – terapias de primeira classe ou plataformas tecnológicas com o potencial de transformar descobertas e gerar medicamentos inovadores:

  • imunoterapia de câncer: terapias que promovam a imunidade contra o câncer, por meio de modulação da função de células efetoras do sistema imune e do microambiente tumoral;
  • terapias moleculares direcionadas: parcerias que proporcionem acesso a plataformas, tecnologias e dados de saúde;
  • tecnologias inovadoras: parcerias para aumentar a capacidade de pesquisa e desenvolvimento e complementar o portfólio da empresa, em particular relacionadas às modalidades: moléculas pequenas, anticorpos, terapias direcionadas, terapias baseadas em oligonucleotídeos e entrega de fármacos.

Oncologia digital – iniciativas para aumentar a eficiência da prestação de cuidados de saúde, com soluções digitais que ampliem a produtividade dos hospitais e capacitem pacientes com câncer para um melhor gerenciamento de cuidados pós-hospitalares:

  • softwares de gestão hospitalar e excelência operacional;
  • plataformas de gerenciamento de cuidados integrados centradas no paciente;
  • ferramentas de relatório de desempenho hospitalar para transparência para com o paciente;
  • dispositivos médicos domésticos e tecnologias para cuidados remotos;
  • vestíveis inteligentes para monitoramento de saúde.

Oncologia acessível – iniciativas para ajudar a resolver a distribuição desigual de recursos e serviços de câncer e melhorar a qualificação e distribuição de profissionais de saúde e equipamentos em todo o País:

  • conectar mais pacientes ao sistema de saúde e aos serviços de tratamento de câncer;
  • melhorar a detecção e diagnóstico do câncer;
  • melhorar a qualificação e distribuição de profissionais e equipamentos de saúde.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Liderada pelo professor Gilberto Sarfati, GVentures não cobra taxas nem participação nas startups / Divulgação

Aceleradora da FGV oferece mentoria gratuita para startups

A aceleradora GVentures, da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas, oferece um programa gratuito de mentoria com duração de quatro meses. As inscrições vão até 31 de maio. Um dos requisitos é que a startup tenha um aluno ou ex-aluno da FGV como sócio.[…]

Leia mais »
As fintechs brasileiras receberam investimento de R$ 450 milhões no ano passado / Divulgação

O que explica o sucesso das fintechs no Brasil

O termo fintech se tornou comum, sobretudo para quem circula no mundo da tecnologia. Ele define o segmento das startups que criam inovações na área de serviços financeiros. E, justamente, por ter como base o uso da tecnologia, têm desafiado instituições financeiras tradicionais. Há inclusive quem diga que o fim[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami