inova.jor

inova.jor

Em parceria com Inatel, Omnilink aposta em internet das coisas

A Omnilink tem vários projetos de pesquisa e desenvolvimento com o Inatel / Divulgação
A Omnilink tem vários projetos de pesquisa e desenvolvimento com o Inatel / Divulgação

A Omnilink, que desenvolve e comercializa sistemas de gestão de frotas, fechou um acordo com o Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), de Santa Rita do Sapucaí (MG), para desenvolver projetos com conectividade SigFox.

A tecnologia SigFox é uma tecnologia de comunicação de longo alcance e baixo consumo de energia. É voltada para aplicações de internet das coisas (IoT, na sigla em inglês), que não exigem grande largura de banda.

Ela compete com tecnologias similares, chamadas de Low Power Wide-Area Networks (LPWANs), como a LoRa.

A ideia é usar a SigFox como uma alternativa de comunicação de dados nos sistemas de monitoramento de veículos e telemetria.

Atualmente, a Omnilink desenvolve um equipamento e um firmware (software embarcado). A tendência, conforme os veículos se tornem mais conectados, é que a operação de software seja reforçada.

“Temos um acordo com a Man e com a Mercedes para trabalhar em veículos conectados”, afirma Michel Levy, presidente da Omnilink.

Antes de ocupar o cargo atual, Levy comandou a subsidiária brasileira da Microsoft e a Saraiva.

Novos mercados

Michel Levy, da Omnilink / Divulgação
Michel Levy, da Omnilink / Divulgação

A partir de sua experiência em sistemas para monitoramento de veículos, a empresa quer expandir sua atuação para outros mercados relacionados a IoT.

“Vamos criar sistemas para monitorar outros tipos de ativos”, afirma o executivo. “Também teremos big data. IoT sem big data não faz sentido.”

No ano passado, o Inatel criou o Smart Campus, para estudar soluções de cidades inteligentes. O projeto com a Omnilink faz parte do Smart Campus.

A empresa tem outros projetos de pesquisa e desenvolvimento com o instituto. Segundo Levy, o investimento está acima do exigido pela Lei de Informática.

Com fábrica em Santa Rita do Sapucaí, a Omnilink é uma marca da Zatix, empresa do Pátria Investimentos e do Grupo Graber.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

O Brasil precisa de mais estudos em IoT e computação cognitiva, dizem especialistas / Mariana Lima/inova.jor

No Brasil, a internet das coisas está só começando

A internet das coisas (IoT, na sigla em inglês) representa um mercado de grande potencial. Segundo estudo encomendado pela Progress à Frost & Sullivan, o impacto positivo da tecnologia na economia mundial, levando-se em conta corte de gastos e novas receitas, deve ultrapassar US$ 1 trilhão. A adoção da tecnologia,[…]

Leia mais »
Renato Cruz conversa sobre segurança digital com Mário Rachid, da Embratel, e Rogério Reis, da NEC / Divulgação

Start Eldorado: Como garantir a segurança digital

Manter a segurança digital é um desafio cada vez maior com o crescimento da internet das coisas. Na quarta-feira (21/3), conversei com Mário Rachid, diretor executivo de soluções digitais da Embratel, e Rogério Reis, diretor de operações de segurança da NEC, no Start Eldorado. Você pode ouvir o programa abaixo: Quando[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami