inova.jor

inova.jor

Como a Embraco quer tornar os refrigeradores mais inteligentes

Chamada de Diili, a solução de internet das coisas da Embraco quer aumentar a eficiência dos refrigeradores / Divulgação
Chamada de Diili, a solução de internet das coisas da Embraco quer aumentar a eficiência dos refrigeradores / Divulgação

A Embraco é conhecida por produzir compressores herméticos, o principal componente dos refrigeradores.

Recentemente, a empresa anunciou o Diili, plataforma de internet das coisas que tem como objetivo trazer inteligência para esses equipamentos.

“Com o Diili, a Embraco torna-se também uma empresa de serviço”, afirmou Daniel Moraes, gerente sênior de Novos Negócios da companhia.

A solução monitora em tempo real as geladeiras e os freezers das marcas nos pontos de venda. Além disso, segundo a Embraco, consegue reduzir em até 15% os custos operacionais.

O Diili é capaz de dizer, por exemplo, quantas vezes um refrigerador foi aberto, se a temperatura está correta, se o estoque precisa ser reposto e se o equipamento precisa passar por manutenção.

Além disso, pode monitorar o comportamento do consumidor na loja, indicando o melhor posicionamento do equipamento e dos produtos.

Parceiros tecnológicos

O nome da plataforma é a sigla de data (dados), information (informação), insight (percepção), learning (aprendizado) e intelligence (inteligência).

Segundo a Embraco, existem cerca de 4 milhões de refrigeradores comerciais em uso no País. Aproximadamente 5% são extraviados. O Diili também ajudaria a resolver esse problema.

Entre os parceiros de tecnologia da Embraco estão a Amazon Web Services (AWS) e a CI&T.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Mike Gregoire, da CA Technologies, afirma que empresa precisam atualmente ser 'feitas para mudar' / Renato Cruz/inova.jor

CA: ‘Toda empresa é uma empresa de software’

LAS VEGAS O relacionamento de uma empresa com seus clientes e fornecedores está cada vez mais digital. Por causa disso, os processos internos da companhia também precisam estar integrados via software. “Estamos no amanhecer da quarta revolução industrial, que é movida a software”, afirmou Mike Gregoire, presidente executivo da CA[…]

Leia mais »
Paulo Gallindo, da Brasscom, prevê que empresas vão operar no vermelho com o fim da desoneração / Divulgação

Brasscom: ‘Fim da desoneração da folha desorganiza o setor de TI’

O governo federal decidiu ontem (29/3) acabar com as medidas de desoneração da folha de pagamentos, para conseguir atingir a meta de déficit primário definida para o orçamento deste ano. A decisão afeta o setor de tecnologia da informação (TI). As empresas do setor podiam optar por recolher 4,5% do faturamento[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami