inova.jor

inova.jor

Governança, gestão de risco e compliance passam por tecnologia

 

Ferramenta de análise de dados torna processo de GRC mais fluido e automático / Renato Cruz/inova.jor
Ferramenta de análise de dados torna processo de GRC mais fluido e automático / Renato Cruz/inova.jor

O mundo hoje é mais tecnológico, mais digital. Os indivíduos e as empresas são afetados por essas transformações em suas atividades diárias, tendo como recompensa produtos e serviços melhores e mais baratos.

No segmento de governança, gestão de risco e compliance (GRC) não poderia ser diferente, já que para esse ecossistema funcionar de forma integrada e colaborativa entre as áreas, a tecnologia é o elemento de organização e interação entre as partes.

A regulamentação, além de definir padrões, limites e obrigações para a pessoa jurídica, também traz responsabilidades para a pessoa física, principalmente para gestores e administradores, que deverão saber lidar com esse risco.

E, para cumprir essa obrigatoriedade legal, as empresas que usam o modelo de trabalho de GRC obtêm grandes benefícios ao agilizar a avaliação de uma lei ou norma, identificar pessoas, processos e controles afetados e reavaliar se o risco e seu apetite estão condizentes com a política da empresa.

Se nessa análise alguma providência precisa ser tomada, um plano de ação já pode ser aberto para que todos os envolvidos e interessados no cumprimento do normativo colaborem para a sua implementação.

Análise de dados

Wagner Roberto Pugliese, da Nasdaq Bwise / Divulgação
Wagner Roberto Pugliese, da Nasdaq Bwise / Divulgação

Outro diferencial de um modelo de GRC robusto é a sua capacidade de capturar o conhecimento existente na empresa sobre riscos, processos e controles e associá-lo à execução dos objetivos estratégicos da empresa.

Com a adição de uma ferramenta de data analytics, o processo de GRC fica mais fluido e automático, pois as pessoas passam a dedicar mais tempo à análise de resultados e não mais à preparação de dados. Essa é a inteligência de GRC.

O modelo de trabalho integrado GRC tornou-se estratégico, demandando soluções que ofereçam profundo conhecimento e inteligência somados à agilidade de implantação.

Nesse cenário, a figura do trusted advisor aporta conhecimento de riscos, metodologias e melhores práticas indicando o caminho mais curto para usufruir dos benefícios proporcionados pela tecnologia.

O cliente, por sua vez, ao ter implantada esta solução analítica, possibilita que seus gestores das três linhas de defesa possam ser mais estratégicos.

Nesse momento de plena transformação digital, é ainda maior a demanda por soluções que auxiliem as companhias a enfrentar riscos inesperados, mudanças comerciais, regulatórias e políticas, e que as afastem do foco do crescimento, inovação e experiência dos clientes.

Mais do que prevenir riscos, os programas de GRC têm a premissa de evitar prejuízos financeiros causados por infrações que podem impactar forte e negativamente o negócio da empresa e até mesmo alcançar pessoas.

As consequências atingem a companhia e seus executivos, pois além das multas bilionárias, a prisão do responsável pode ser uma realidade.

Olhando por esse viés, entendemos por que a tecnologia para GRC é fundamental para o sucesso de qualquer companhia.

  • Wagner Roberto Pugliese é líder de Soluções GRC para a América Latina da Nasdaq Bwise

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

A Neurotech usa o reconhecimento facial para combater fraudes no varejo / Divulgação

Reconhecimento facial pode ser usado até em pagamentos

Grandes varejistas são vítimas de tentativas diárias de fraude. Com documentos falsos, criminosos tentam tirar cartões de crédito ou conseguir crediários. Segundo Wagner Coppede Jr., diretor de Soluções e Engenharia da NEC no Brasil, são registradas em média 5 mil tentativas diárias de fraude em lojas brasileiras. Para combater esse[…]

Leia mais »
Mais da metade da geração Z prefere trabalhar em casa / Ophir Geffen/Creative Commons

A geração Z deve transformar o mundo dos negócios

Com as atenções voltadas para os millennials, nascidos entre 1980 e 1995, talvez você não tenha se atentado à geração Z, os nascidos ente 1996 e 2010, que representam 27% da população mundial. A quantidade dessas pessoas e sua a influência no mundo dos negócios afetarão tanto o comportamento de[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami