inova.jor

inova.jor

Atech, da Embraer, aposta em mercado corporativo e cidades

O mercado de cidades inteligentes é um dos focos da Atech para diversificar operações / Rafael Carvalho/Creative Commons
O mercado de cidades inteligentes é um dos focos da Atech para diversificar operações / Rafael Carvalho/Creative Commons

Criada em 1997 para desenvolver software para o Sistema de Vigilância da Amazônia (Sivam), a Atech pertence hoje ao Grupo Embraer.

Em 2011, a Embraer Defesa & Segurança comprou 50% da Atech por R$ 36 milhões e, dois anos depois, adquiriu o restante da empresa.

Atualmente, a empresa busca diversificar sua atuação, com uma oferta de soluções para além dos mercados de defesa, segurança e controle de tráfego aéreo.

A recém-criada divisão corporativa da empresa oferece soluções nas áreas de:

“Nossa atuação no mercado corporativo começou em 2012/2013, principalmente no setor de energia”, afirma Marcelo Eskenazi, diretor de Negócios Corporativos da Atech.

A empresa emprega cerca de 400 pessoas.

Cidades inteligentes

Outra aposta da Atech são soluções de cidades inteligentes.

Uma solução chamada Arkhe Governance foi desenvolvida pela companhia para integrar diversos sistemas legados de secretarias e órgãos públicos.

O objetivo é permitir que administradores públicos possam monitorar projetos de forma integrada e em tempo real.

Cláudio Nascimento, gerente de vendas da Atech, destaca a publicação, em janeiro deste ano, da norma NBR ISO 37120:2017 pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Trata-se da versão brasileira de uma norma internacional que define metodologia de indicadores relacionados ao desenvolvimento sustentável de comunidades urbanas.

Os indicadores medem o desempenho de serviços urbanos e a qualidade de vida da população.

“Oferecemos um sistema que permite otimizar o uso de recursos e enxergar de forma abrangente o que acontece na cidade”, diz Nascimento.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Grandes empresas devem migrar para nuvem mesmo com infraestrutura própria / Chirstopher Bowns / Creative Commons

Solução de nuvem pode reduzir custo de TI em 25%

As empresas de grande porte podem economizar, ao longo de cinco anos, ao menos 25% no total dos custos em tecnologia da informação (TI) se adotarem uma nuvem privada a partir de infraestrutura existente. O valor foi calculado pela Nokia e tem como base o modelo de custo total de propriedade[…]

Leia mais »
Yves Guillaumot, CEO da Atos para a América do Sul, fala sobre as estratégias de transformação digital para empresas / Mariana Lima / inova.jor

Após aquisição da Unify, Atos foca em transformação digital

A partir deste ano, a Atos vai focar suas ações em quatro pilares de transformação digital: orquestração de nuvem híbrida, SAP Hana, ambiente de trabalho digital (digital workplace) e internet das coisas. “A estratégia de enfoque na transformação digital das empresa ocorrerá em âmbito global e seguirá, com ritmo diferenciado, na América[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami