inova.jor

inova.jor

Oracle inaugura laboratório de inovação no Brasil

A Oracle inaugurou um laboratório de inovação para desenvolver projetos com clientes e parceiros / Renato Cruz/inova.jor
A Oracle inaugurou um laboratório de inovação para desenvolver projetos com clientes e parceiros / Renato Cruz/inova.jor

A Oracle, segunda maior empresa de software do mundo, inaugurou hoje (7/12) no Brasil seu Innovation Labs. Ele está instalado no coworking CO.W Berrini, a algumas quadras dos escritórios da empresa em São Paulo.

O laboratório já existia virtualmente há pouco mais de dois anos, usando instalações da Oracle e de clientes para fazer workshops.

O CO.W também abriga as startups do programa de aceleração da empresa, o Startup Cloud Accelerator.

Com técnicas como design thinking, o laboratório seleciona ideias e desenvolve protótipos em conjunto com clientes e parceiros.

“Este é um espaço que estimula a cocriação”, afirma Marco Righetti, diretor de Tecnologia e Inovação da Oracle América Latina.

“A inovação é um processo de aprendizagem, e prototipação é fazer para aprender”, completa Renato Nobre, arquiteto de Inovação da companhia.

Geladeira conectada

Em dois anos e meio, foram desenvolvidos cerca de 50 projetos. O primeiro deles, uma geladeira comercial conectada, está em demonstração no laboratório.

“A proposta é que em uma ou duas semanas tenhamos um protótipo pronto para testar”, diz Righetti. “Nessa fase, 100% do investimento é nosso. O cliente só investe tempo.”

Existem 308 pessoas na Oracle da América Latina que estão capacitadas para conduzir workshops. “Qualquer funcionário, no entanto, pode identificar uma oportunidade e iniciar o processo”, afirma Nobre.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

A Nintendo tentou colocar a realidade virtual no mercado há 20 anos, com o Virtual Boy, mas não deu certo

Quando a realidade virtual era o futuro da tecnologia

O pesquisador Jaron Lanier é conhecido hoje por ser autor de livros como Gadget: você não é um aplicativo e Bem-vindo ao futuro, em que propõe que mudemos a forma como nos relacionamos com a tecnologia. No século passado, no entanto, ele era conhecido como o principal defensor da realidade virtual. Muita gente achava que[…]

Leia mais »
A varejista de brinquedos Toys 'R' Us pediu falência nos Estados Unidos e Canadá / Mike Kalasnik/Creative Commons

O que fazer para não se tornar a próxima Toys ‘R’ Us

A Toys ‘R’ Us é uma gigante norte-americana do varejo de brinquedos, com cerca de 1,6 mil lojas e 64 mil funcionários. No ano passado, faturou US$ 11,5 bilhões. Apesar do tamanho impressionante, a empresa entrou com um pedido de recuperação judicial hoje (19/9) para as suas operações dos Estados[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami