inova.jor

inova.jor

Como fazer uma boa gestão de desempenho de aplicações

APM: Os usuários esperam acesso instantâneo e experiência consistente com aplicativos de negócio / Mikael Hvidtfeldt Christensen/Creative Commons
Os usuários esperam experiência consistente com aplicativos de negócio / Mikael Hvidtfeldt Christensen/Creative Commons

Imagine ir à uma consulta médica porque está com dor de garganta. Seu médico examina sua boca, pede para dizer “ahhhh”, confirma que sua garganta está vermelha e prescreve uma série de remédios.

Por mais curioso que pareça, este exemplo é muito similar ao uso de ferramentas legadas de monitoramento de infraestrutura. Essas ferramentas fornecem uma visão muito focada, mas limitada.

Para diagnosticar efetivamente um problema no complexo cenário de aplicativos e infraestrutura hoje, é preciso ter ferramentas de gerenciamento de desempenho adequadas para ver a imagem completa.

Agora, voltando ao consultório médico, num cenário mais realista.

Uma enfermeira pergunta sobre seus sintomas, história médica e quaisquer medicamentos que você esteja tomando. Ela verifica sua pressão arterial, a temperatura e o pulso.

O seu médico também faz um exame completo, verificando não só sua garganta, mas também sua respiração, batimentos cardíacos e ouvidos, antes de fazer um diagnóstico e prescrever qualquer tratamento.

Isso é semelhante ao funcionamento de ferramentas de gerenciamento de desempenho de aplicativos (APM, na sigla em inglês) completas.

As ferramentas APM corretas fornecem informações de desempenho que expõem e diagnosticam pontos de estrangulamento no código do aplicativo, incluindo serviços em contêineres e ambientes de microsserviços.

Eles ajudam a corrigir problemas antes que os usuários sejam afetados, fornecendo as informações necessárias para manter o ótimo funcionamento das suas aplicações.

Existem quatro recursos que devem existir nessas soluções:

  • Dados da experiência do usuário final;
  • Descoberta, rastreio e diagnostico de aplicações;
  • Análise de Aplicações;
  • Exibições sobre infraestrutura e desempenho da rede.

1. Monitoramento da experiência do usuário final

Rosano Moraes, da Riverbed Technologies / Divulgação
Rosano Moraes, da Riverbed Technologies / Divulgação

Os usuários finais esperam acesso instantâneo e experiência consistente com os aplicativos de negócios de que precisam.

Muitos produtos APM podem fornecer informações sobre a disponibilidade e o desempenho que os usuários finais realmente experimentam, à medida que interagem com aplicativos da web.

A maioria dos ambientes empresariais é mais complexa do que isso e a web é apenas um tipo de aplicação no portfólio de aplicativos empresariais.

A análise de dados de experiência do usuário permite que as equipes de suporte observem e analisem as interações entre usuários e a aplicação.

O sistema oferece às equipes a capacidade de reduzir o tempo total de resposta das aplicações, iniciar a solução de problemas e analisar o tráfego e os tempos de resposta entre servidores para gerenciar várias camadas de aplicações.

2. Detecção, rastreamento e diagnóstico de aplicativos

O que um usuário final percebe como uma única operação pode realmente envolver muitas subtransações distintas em vários componentes de aplicativos diferentes.

Essas subtransações podem incluir diferentes servidores de aplicativos, bancos de dados ou até sites completamente diferentes, como aqueles que oferecem anúncios ou mapas e direções.

Você precisa de uma solução APM que possa rastrear, monitorar e solucionar o desempenho de cada uma dessas transações críticas, correlacioná-las e mergulhar profundamente nos vários componentes da aplicação.

Ele também deve fornecer:

  • Métricas de desempenho que cobrem todos os componentes da aplicação, como Java, .NET, servidores web, bancos de dados, sistemas operacionais e armazenamento.
  • Mapa de dependência de aplicativos, que fornece uma imagem completa de seus componentes de aplicativos e infraestrutura e seus relacionamentos.
  • Acompanhamento de transações de nível de código e monitoramento de desempenho de componentes de aplicativos que permitem ver profundamente seus aplicativos para diagnosticar as causas raiz de problemas de desempenho.

3. Análise da Aplicação

O Gartner atualizou seu Quadrante Mágico para Application Performance Monitoring Suites 2016 e reconheceu a importância da análise de aplicações para APM.

Atualmente, o Quadrante Mágico da APM lista a análise de aplicativos como uma das principais dimensões funcionais de uma ferramenta APM.

O sistema de monitoramento de análise e métricas de aplicativos serve para detectar automaticamente comportamentos anômalos, correlacionar informações, identificar a causa dos problemas e prever eventos e tendências de desempenho.

Essa é uma capacidade crítica em ambientes modernos e complexos, onde as aplicações frequentemente mudam, são construídas com micro serviços e são elásticas, transitórias e altamente virtualizadas.

As ferramentas da APM usam análise estatística, aprendizado de máquina, reconhecimento de padrões ou teorias matemáticas para a detecção automática da fonte de problemas de desempenho de transações.

Seus painéis fornecem uma visão panorâmica das aplicações e infraestrutura em um único dashboard, que fornece equipes diferentes com alertas e informações acionáveis.

4. Insights estratégicos sobre a infraestrutura e o desempenho

O gerenciamento de desempenho de aplicativos permite que as equipes monitorem a conformidade do SLA (sigla em inglês de acordo de nível de serviço), além das medidas simples de tempo de atividade.

A disponibilidade continua a ser uma métrica importante, mas as equipes também usam a capacidade de resposta de ponta a ponta como um indicador de níveis de serviço.

Embora, os componentes individuais em uma infraestrutura de aplicativos possam estar funcionando dentro de limites estabelecidos, a experiência digital pode ser lenta ou sem resposta.

Para um usuário, o aplicativo ou o site aparecem, de fato, indisponíveis. As transações de um aplicativo do site normalmente dependem da operação eficiente de várias etapas e componentes.

Uma falha ou atraso em qualquer uma dessas etapas ou componentes resulta em uma incapacidade de usar o aplicativo.

Além disso, embora cada uma das etapas ou componentes individuais possam estar funcionando como esperado, o desempenho resultante pode ser insatisfatório.

Experiência digital global

Portanto, uma solução APM deve monitorar a experiência digital global para que as equipes de DevOps (desenvolvimento e operações de software) possam:

Executar triagem. Uma solução abrangente fornece à TI uma visão final dos aplicativos e infraestrutura, incluindo todas as transações e componentes.

As equipes do DevOps podem então ver os detalhes do problema e atribuir o mesmo à equipe apropriada.

Solucionar problemas. A APM fornece equipes de aplicativos com as ferramentas para solucionar problemas de desempenho.

Isso deve começar com uma abordagem de cima para baixo, que permite identificar e depois mergulhar profundamente nas transações e componentes individuais para isolar e resolver a causa raiz de problemas de desempenho.

Mapas. O gerenciamento de desempenho pode mapear um aplicativo para os componentes do aplicativo e os elementos de infraestrutura subjacentes que o fornecem.

Essa compreensão da arquitetura permite uma solução de problemas mais efetiva e ajuda a reduzir os riscos desconhecidos associados às mudanças na aplicação e na infraestrutura.

Monitorar o desempenho da aplicação na nuvem. A APM fornece uma visão unificada em ambientes híbridos que compreendem vários serviços da nuvem e aplicativos do centro de dados.

Integra o conhecimento do aplicativo a partir de múltiplas perspectivas, incluindo componentes de aplicativos, rede, servidor, banco de dados e serviços web.

Gerenciar o desempenho com mudança de aplicação e infraestrutura. As mudanças de aplicativos e infraestrutura reduzem inerentemente a visibilidade e aumentam a complexidade da aplicação.

Para abordar pro ativamente essas questões de desempenho, essas iniciativas de mudança devem incluir a implementação da APM.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

A medicina genômica e de precisão transforma vidas / Hanneke Wetzer/Creative Commons

Pesquisa genômica demanda capacidade exponencial de dados

Pergunte a qualquer pesquisador. Quando o assunto é lentidão no processo de inovação, o vilão é sempre a falta de recursos. Esse é um fenômeno muito comum na pesquisa genômica e medicina de precisão, disciplinas que progrediram rapidamente na última década e apresentam tremendo potencial para transformar a maneira como[…]

Leia mais »
A partir da certificação digital, é possível implantar uma nova cultura empresarial / Renato Cruz/inova.jor

Como o aprendizado de máquina identifica ameaças digitais

Uma das premissas para se defender de ameaças é conhecer e mapear os vetores de ataque aos quais se está vulnerável. Conhecendo determinado viés malicioso, é possível se prevenir contra ele, seja por monitoração ativa ou por meio de bloqueios estáticos e dinâmicos. Uma forma de mapear ataques é através[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami