inova.jor

inova.jor

‘Acreditamos que o Brasil está além da crise’

FinanZero: O consumidor brasileiro é ávido por experiências novas e inovações tecnológicas / Renato Cruz/inova.jor
O consumidor brasileiro é ávido por experiências novas e inovações tecnológicas / Renato Cruz/inova.jor

O Brasil sempre nos despertou para novas perspectivas de investimento e negócios.

Afinal de contas, hoje são mais de 70 milhões de pessoas que utilizam smartphones, 17 milhões em busca de alguma forma de crédito e, além disso, os brasileiros estão em primeiro lugar na liderança dos relacionamentos via redes sociais.

Enfim, são dados que aguçam muito nossa vontade de empreender neste país.

É bem verdade que as incertezas econômicas e, principalmente, políticas nos deixam de certa forma inseguros em relação às taxas do desemprego e dos juros, dois termômetros que balizam muito nossos negócios.

Ainda sim, acreditamos que o Brasil está além desta crise.

Estamos em operação com a nossa empresa há dois anos. Já é possível perceber a familiaridade do brasileiro com as operações online e a sua não resistência de tratar de transações financeiras via internet nos lembra muito o case que nos inspira, a Lendo, companhia de origem sueca destinada a operar com empréstimos pessoais online naquele país.

Lá, essa empresa já opera há 10 anos com muito sucesso, orientando e facilitando o acesso das pessoas aos empréstimos.

Inovações tecnológicas

Olle Widén, da FinanZero / Divulgação
Olle Widén, da FinanZero / Divulgação

Mesmo muito distantes e diferentes, o Brasil e a Suécia têm pontos em comum que facilitam um bom desempenho de nossos negócios.

Assim como o sueco, o consumidor brasileiro é ávido por experiências novas e inovações tecnológicas.

Outro fator impulsionador do nosso negócio aqui no Brasil é que grande parte do perfil que busca por empréstimos na modalidade home equity tem a intenção de empreender ou até mesmo de realizar investimentos em seus próprios negócios – fato que nos anima, já que o empreendedorismo é uma grande força motriz de países em desenvolvimento.

Para o próximo ano, nossos planos continuam a todo vapor aqui no Brasil.

Apostamos numa recuperação gradativa da economia e do poder de compra do brasileiro.

Vamos seguir investindo em novas tecnologias, principalmente, em ferramentas voltadas à segurança, firmando parcerias com cada vez mais instituições financeiras, justamente para sempre oferecer melhores taxas em empréstimos pessoais, e ampliar a oferta de produtos para aquele público que tem interesse em investir em seu negócio ou até mesmo trocar dívidas mais caras por empréstimo com taxas bem mais baratas.

Para nós, o Brasil é sim um país além da crise e vem se mostrando um grande mercado em potencial para aplicação de tecnologias cada vez mais eficientes e que vem para garantir uma excelente economia.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

HackBrazil leva empreendedores a Harvard e ao MIT

Empreendedores brasileiros podem inscrever soluções tecnológicas para problemas brasileiros até o dia 30 deste mês no HackBrazil. Criada por alunos brasileiros de Harvard e do Instituto de Tecnologia da Massachusetts (MIT, na sigla em inglês), a competição anual reúne propostas para melhorar as condições de vida no Brasil. Os inscritos terão suas ideias avaliadas pelos[…]

Leia mais »
Sediada em Uberlândia, a Alluagro é uma plataforma para aluguel de máquinas agrícolas / Gabriel Jabur/Agência Brasília

Agtechs ganham força no Triângulo Mineiro

UBERLÂNDIA A ideia do Pesa Fácil veio da própria experiência de seu fundador, Eduardo Mamede, que é pecuarista em Canápolis (MG). “Minha família tem mais de 100 anos de agronegócio”, afirma o empreendedor. Com técnicas de visão computacional e inteligência artificial, o aplicativo consegue estimar o peso de um animal a partir[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami