inova.jor

inova.jor

Florianópolis oferece incentivo fiscal à inovação

Projetos inovadores de Florianópolis podem captar recursos do ISS e do IPTU / Renato Cruz/inova.jor
Projetos inovadores de Florianópolis podem captar recursos do ISS e do IPTU / Renato Cruz/inova.jor

A prefeitura de Florianópolis criou um Programa de Incentivo Fiscal à Inovação.

A iniciativa vai selecionar projetos para captar até 20% do Imposto Sobre Serviços (ISS) e 20% do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de contribuintes do município.

Os recursos serão captados numa conta bancária específica do projeto. O mecanismo é parecido com a Lei Rouanet, programa federal de incentivo à cultura.

O proponente precisa ser:

  • morador de Florianópolis que queira estabelecer na cidade um empreendimento inovador de interesse público, ou
  • microempreendedor individual, microempresa ou pequena empresa com sede no município e planos de desenvolver ou aprimorar um serviço, sistema ou produto inovador.

Setores

Além disso, precisa integrar um dos oito arranjos promotores de inovação credenciados:

  • Turismo, Economia Criativa, Cultura e Entretenimento;
  • Saúde, Equipamentos médicos e Insumos;
  • Educação;
  • Comércio e Serviços;
  • Pesca, Maricultura e Agronegócios;
  • Transportes e Mobilidade;
  • Tecnologias de Informação, Comunicação, Microeletrônica e Nanotecnologia; e
  • Energia.

O valor máximo do projeto são 50% do limite de faturamento anual de microempresa e o prazo de execução de até dois anos.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Programas da Startup Farm já apoiaram 276 empresas / Mariana Lima/inova.jor

Quem vai ser o próximo unicórnio? Como é o dia de uma startup acelerada

Às 14 horas, a Avenida Paulista, em São Paulo, está borbulhando. O número de pessoas que andam depressa se compara à quantidade de negócios acertados nos prédios da região. De bancos a representação de governos, tudo acontece por lá. A 400 metros da avenida, novas empresas buscam networking e contratos num prédio moderno de seis[…]

Leia mais »
Até 2020, o mercado de casas inteligentes deve gerar € 122,7 bilhões / Divulgação

Quando os eletrodomésticos se conectam à internet

Controlar aparelhos domésticos à distância é uma funcionalidade cada vez mais próxima da vida das famílias. A expectativa é que o mercado de casas inteligentes (smart home) tenha uma forte expansão nos próximos anos. E o Brasil não deve ficar de fora. O estudo How to create growth from the connected home, da Deutsche[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami