inova.jor

inova.jor

Florianópolis oferece incentivo fiscal à inovação

Projetos inovadores de Florianópolis podem captar recursos do ISS e do IPTU / Renato Cruz/inova.jor
Projetos inovadores de Florianópolis podem captar recursos do ISS e do IPTU / Renato Cruz/inova.jor

A prefeitura de Florianópolis criou um Programa de Incentivo Fiscal à Inovação.

A iniciativa vai selecionar projetos para captar até 20% do Imposto Sobre Serviços (ISS) e 20% do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de contribuintes do município.

Os recursos serão captados numa conta bancária específica do projeto. O mecanismo é parecido com a Lei Rouanet, programa federal de incentivo à cultura.

O proponente precisa ser:

  • morador de Florianópolis que queira estabelecer na cidade um empreendimento inovador de interesse público, ou
  • microempreendedor individual, microempresa ou pequena empresa com sede no município e planos de desenvolver ou aprimorar um serviço, sistema ou produto inovador.

Setores

Além disso, precisa integrar um dos oito arranjos promotores de inovação credenciados:

  • Turismo, Economia Criativa, Cultura e Entretenimento;
  • Saúde, Equipamentos médicos e Insumos;
  • Educação;
  • Comércio e Serviços;
  • Pesca, Maricultura e Agronegócios;
  • Transportes e Mobilidade;
  • Tecnologias de Informação, Comunicação, Microeletrônica e Nanotecnologia; e
  • Energia.

O valor máximo do projeto são 50% do limite de faturamento anual de microempresa e o prazo de execução de até dois anos.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

A Voith criou um mercado digital de papel reciclado nos Estados Unidos / Divulgação

Aos 150 anos, Voith aposta na transformação digital

Fundada em 1867, a Voith fortalece sua presença no mundo digital. O grupo alemão fornece máquinas para setores como energia, petróleo e gás, papel, extração de matérias-primas e transporte e automotivo. Recentemente, criou a divisão Digital Solutions, que reúne suas operações de tecnologia da informação, automação, software e sensoriamento. Diante[…]

Leia mais »
Em Florianópolis, as empresas de tecnologia já são as maiores geradoras de ISS para os cofres públicos / Divulgação

‘Precisamos acordar e usar a inovação para vencer a crise’

A última edição do Índice de Inovação da Bloomberg, divulgado no começo deste ano, coloca o Brasil numa situação bastante desconfortável. Entre as 50 economias mais inovadoras do estudo, estamos na 46ª posição. Atrás de nós estão países como Chipre, Cazaquistão e Marrocos, que não são notadamente reconhecidos pela vocação tecnológica.[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami