inova.jor

inova.jor

Internet das coisas deve movimentar US$ 8 bi no Brasil

IoT: Mercado brasileiro de TIC deve aumentar 2,2% neste ano / Renato Cruz/inova.jor
Mercado brasileiro de TIC deve aumentar 2,2% neste ano / Renato Cruz/inova.jor

O mercado de internet das coisas (IoT, na sigla em inglês) deve movimentar US$ 8 bilhões no Brasil neste ano, segundo a IDC.

A consultoria espera que os principais setores a investir na tecnologia sejam aqueles elencados no Plano Nacional de IoT, divulgado pelo governo: saúde, indústria, agricultura e infraestrutura urbana.

“Já temos no Brasil projetos de integração de IoT com blockchain e inteligência artificial”, aponta Pietro Delai, gerente de Pesquisa e Consultoria em Infraestrutura da IDC Brasil.

A projeção é de que o mercado doméstico de IoT atinja US$ 612 milhões no país. Cerca de 4% das residências possuem algum dispositivo conectado, como controles de câmeras, temperatura e ar condicionado.

Esse número não inclui televisores conectados.

Big data

Big data e análise de dados (analytics) devem crescer 18% no Brasil neste ano, movimentando US$ 3,2 bilhões. O valor engloba infraestrutura, hardware e serviços.

Nuvem pública

A IDC espera que o mercado brasileiro de infraestrutura, plataforma e software em nuvem pública atinja US$ 1,7 bilhão neste ano, e deve dobrar até 2020.

Segundo a consultoria, a crise pode ter contribuído para que empresas acelerassem a adoção de nuvem pública.

Segurança

Entre médias e grandes empresas, 63% planejam aumentar os gastos com segurança. Neste ano, o investimento nessa área deve crescer 9%, para US$ 1,2 bilhão.

Inteligência artificial

A computação cognitiva deve crescer 50% no Brasil neste ano. Os setores que lideram os investimentos são finanças e saúde.

TIC

O mercado de tecnologia da informação (TI) deve avançar 5,8% em 2018. Telecomunicações, por outro lado, devem cair 0,1%.

No total, a expectativa é que mercado brasileiro de tecnologia da informação e comunicação (TIC) aumente 2,2%.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Paulo Gallindo, da Brasscom, prevê que empresas vão operar no vermelho com o fim da desoneração / Divulgação

Brasscom: ‘Fim da desoneração da folha desorganiza o setor de TI’

O governo federal decidiu ontem (29/3) acabar com as medidas de desoneração da folha de pagamentos, para conseguir atingir a meta de déficit primário definida para o orçamento deste ano. A decisão afeta o setor de tecnologia da informação (TI). As empresas do setor podiam optar por recolher 4,5% do faturamento[…]

Leia mais »
Projeto de lei em tramitação no Senado recebe oposição da Uber, Cabify e 99 / Paulisson Miura/Creative Commons

Uber, Cabify e 99 criam campanha contra projeto de lei

Um projeto de lei que tramita no Senado conseguiu juntar as concorrentes Uber, Cabify e 99 contra a sua aprovação. Os aplicativos de transporte criaram o site Juntos pela Mobilidade para evitar que o PLC 28/2017 seja colocado em regime de urgência amanhã (26/9). O site incentiva as pessoas a[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami