inova.jor

inova.jor

Empresas estão pouco preparadas para transformação digital

Estudo da Dell EMC mostrou que automação de processos como ponto fraco na transformação digital / Renato Cruz/inova.jor
Estudo da Dell EMC mostrou que automação de processos como ponto fraco na transformação digital / Renato Cruz/inova.jor

Um estudo da Dell EMC e da Intel, encomendado à IDC Brasil, mostrou que as empresas brasileiras estão pouco preparadas para a transformação digital.

Numa escala de 0 a 100, a nota média das companhias pesquisadas ficou em 43,7. Foram entrevistados 250 decisores de tecnologia da informação de empresas privadas com mais de 250 funcionários.

O Indicador de Transformação da TI (IT²) avaliou as empresas sob três dimensões:

  • automação de processos (média de 33,9 pontos);
  • modernização da infraestrutura (42 pontos); e
  • processos internos e cultura (55,2 pontos).

“A automação de processos é o ponto em que a TI brasileira tem mais dificuldade”, destacou Marcelo Medeiros, vice-presidente de soluções computacionais e redes da Dell EMC na América Latina.

Segundo o executivo, o investimento em automação poderia reduzir gastos operacionais, o que liberaria recursos para investir em inovação.

O estudo apontou que 47% das empresas investem mais de 60% de seus orçamentos no legado.

Retorno sobre investimento

Apesar de processos internos e cultura serem o critério com melhor avaliação, somente 19% das entrevistados fazem análise de retorno sobre investimento (ROI, na sigla em inglês) de 100% dos projetos de TI.

E apenas 24% consideram que gestores de negócio veem TI como diferencial competitivo para a empresa.

Dell EMC: Empresas que fazem análise de ROI dos projetos de TI

 

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Coworking Impact Hub chega a Manaus

Compartilhar espaços e promover integração entre pessoas são atividades cada vez mais comuns no cotidiano das grandes metrópoles. Em Manaus, cuja economia tem como base os chãos de fábrica do polo industrial, os coworkings podem parecer pouco viáveis. Esses espaços colaborativos de trabalho, no entanto, têm conquistado muitos adeptos na cidade. Atualmente, Manaus[…]

Leia mais »
Mark Hurd, da Oracle, aposta na nuvem para garantir o crescimento / Renato Cruz/inova.jor

‘A nuvem é mais segura’, diz Mark Hurd, da Oracle

Mark Hurd, presidente mundial da Oracle, considera mais seguro uma empresa contratar seu sistema de gestão empresarial (ERP, na sigla em inglês) na nuvem do que instalá-lo num servidor próprio. “Normalmente, uma empresa tem computadores de vários fabricantes, tem nosso banco de dados e de outros fornecedores, tem de administrar[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami