inova.jor

inova.jor

Startup Farm abre inscrições para o programa Ahead

Ahead: Programas da Startup Farm já apoiaram 276 empresas / Mariana Lima/inova.jor
Programas da Startup Farm já apoiaram 276 empresas / Mariana Lima/inova.jor

A Startup Farm abriu inscrições para o programa de aceleração Ahead 7, em São Paulo. Com patrocínio da Falconi e da Baptista Luz Advogados, a atual edição do programa é voltada para startups de todos os segmentos.

As inscrições vão até o dia 20.

A aceleradora também conta com parceria do Google for Entrepreneurs, equipe global do Google que tem como objetivo incentivar o empreendedorismo.

As startups escolhidas vão participar de um programa de seis meses. O resultado sai em abril.

Modelo de negócios

O programa é formado por três módulos:

  • Laser focus – imersão de cinco semanas em que os fundadores trabalham na construção do modelo de negócios da startup;
  • Get sales done – também durante cinco semanas, as startups define estratégias de vendas e as principais métricas dos seus negócio; e
  • Fundraising – as aceleradas traçam, durante 15 semanas, suas estratégias de captação de recursos.

Desde 2011, a Startup Farm lançou 25 programas de aceleração em várias cidades, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Florianópolis.

Foram apoiadas 276 startups, que captaram em conjunto mais de R$ 320 milhões e têm valor de mercado agregado de mais de R$ 3,3 bilhões.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Geotecnologias: A Agrotools quer oferecer serviços em nuvem ao pequeno produtor / Secretaria de Agricultura e Abastecimento/Creative Commons

Startup oferece plataforma de compra e venda para o agronegócio

Em tempos de recessão, o agronegócio está entre os poucos setores que crescem no Brasil. Segundo a Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o avanço somou 4,28% nos primeiros dez meses de 2016. A WebGados foi criada para aproveitar esse cenário. Inicialmente, a ideia era criar uma plataforma de comercialização online de gado de corte e[…]

Leia mais »
A Gazeta do Povo vai deixar de publicar o jornal impresso diário em 1º de junho / Daniel Castellano/Divulgação

Por que a Gazeta do Povo decidiu trocar o papel pelo digital

Imagine uma publicação feita digitalmente. As pessoas usam computadores e câmeras digitais para produzir fotos e textos e software para diagramá-la. Depois de pronta, ela roda numa gráfica para ser distribuída de caminhão. Faz sentido? Se fosse para inventar um produto assim hoje, nenhum. Mas, por questões históricas, às vezes ainda faz. A Gazeta do[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami