inova.jor

inova.jor

Como acompanhar a concorrência em tempo real

Javier Goilenberg, da Real Trends, também vai atender vendedores da Amazon / Divulgação
Javier Goilenberg, da Real Trends, também vai atender vendedores da Amazon / Divulgação

O que seus concorrentes estão fazendo neste momento? A Real Trends acredita que esse tipo de informação pode ser uma vantagem competitiva.

A empresa oferece ferramentas de análise e gestão para vendedores do Mercado Livre. “Também fechamos parceria com a Amazon no Brasil”, comenta o Javier Goilenberg, presidente e cofundador da Real Trends.

Ainda não há detalhes sobre como será a operação com a gigante mundial do comércio eletrônico.

Segundo Goilenberg, diferenciar-se dos concorrentes e melhorar estratégias é fundamental para quem quer resultados em vendas.

As ferramentas da empresa ajudam a conhecer métricas da conta do vendedor, analisar o mercado, acompanhar movimentos de concorrentes, responder perguntas dos clientes e automatizar o gerenciamento de vendas.

“Nosso software permite que os vendedores do Mercado Livre conheçam melhor os futuros clientes”, explica o executivo, em entrevista exclusiva durante o evento Mercado Livre Experience 2018, que aconteceu no sábado (1/9), em São Paulo.

O comércio eletrônico brasileiro cresceu 12% no primeiro semestre, com faturamento de R$ 23,6 bilhões, de acordo com a Ebit/Nielsen. E a tendência é que continue crescer, com expansão de grandes atores como a Amazon.

Foco no futuro

Javier trabalhou por cinco anos na área de tecnologia do Mercado Livre. Em abril de 2013, o empreendedor abriu sua plataforma, que permitia que desenvolvedores externos criassem aplicativos conectados ao marketplace.

Em março de 2014, a Real Trends lançou a primeira versão do seu software em nuvem na Argentina. Sete meses depois, foi liberada a versão brasileira.

Hoje, a empresa opera na Argentina, Brasil e México, contando com 8 mil clientes, 30 colaboradores e um faturamento acima de US$ 2 milhões ao ano. O Brasil representa metade desse faturamento.

Acompanhar a movimentação do mercado e as necessidades dos vendedores de marketplace para não perder competitividade é a prioridade da empresa.

“Se o nosso cliente entende que é importante focar nas redes sociais, por exemplo, com certeza vamos tentar desenvolver algo para ajudá-lo a vender mais por esses canais”, complementa Javier.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Fabricado pela Sony, o Aibo volta ao mercado depois de mais de uma década / Reprodução

Aibo, o cachorro robô da Sony, volta ao mercado

Em inglês, Aibo é o acrônimo de Artificial Intelligence Bot, ou robô de inteligência artificial. Apesar do nome pomposo, é um cachorro eletrônico fabricado pela Sony. Em japonês, seu nome quer dizer “companhia”. O robô esteve em bastante evidência entre 1999, quando foi lançado, e 2006, quando deixou de ser[…]

Leia mais »
A Ascenty inaugurou seu quinto data center, sendo o primeiro na cidade de São Paulo / Divulgação

Cresce o investimento em data centers no Brasil

O mercado brasileiro de data centers tem recebido investimentos importantes. A Ascenty e a Equinix inauguraram unidades neste mês, enquanto a Odata espera colocar em operação seu primeiro centro em abril. Mesmo com a queda de 3,6% da economia brasileira no ano passado, os centros de dados são um mercado que cresce.[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami