inova.jor

inova.jor

Com experiências imersivas, Klabin debate inovação na prática

Entre as experiências imersivas, estava a realidade virtual / Divulgação
Entre as experiências imersivas, estava a realidade virtual / Divulgação

Como fazer com que clientes, fornecedores e colaboradores possam vivenciar, na prática, temas essenciais de inovação e sustentabilidade?

Durante o evento Inova Klabin, os públicos de interesse da fabricante de papéis puderam participar de experiências imersivas para debater na prática essas questões.

“A Klabin completará 120 anos de história em 2019 e acredita que a excelência dos seus negócios está diretamente relacionada aos constantes investimentos em inovação e a práticas sustentáveis”, afirmou Francisco Razzolini, diretor de Tecnologia Industrial, Inovação, Sustentabilidade e Negócio Celulose da Klabin. “O Inova Klabin é um espaço para mostrarmos nossas iniciativas e debatermos temas importantes com a sociedade.”

A segunda edição do evento foi realizada nos dias 12 e 13 de setembro, na Oca do Ibirapuera, em São Paulo.

A dinâmica contou com quatro oficinas imersivas, e os convidados foram organizados em grupo, para interagirem entre si.

Os pilares apresentados foram os seguintes:

1. Tecnologia Florestal e Fibras

O espaço foi criado para mostrar a tecnologia e alguns dos alicerces da Klabin, em cinco diferentes momentos.

No mesmo local, os convidados puderam manusear simuladores de colheita, por meio dos quais conheceram como é feito o processo de corte e recolhimentos das árvores.

Também havia o Mercadinho da Klabin, um protótipo de supermercado onde os visitantes puderam reconhecer produtos nas gôndolas, com embalagens da Klabin, e entender onde a empresa atua.

O espaço também contava com um carrinho de sorvetes para degustação.

Mas o interessante dessa experiência é que os sabores de morango e baunilha eram feitos com dois produtos derivados da madeira:

  • xilitol, adoçante natural, extraído de açúcares da madeira; e
  • vanilina, componente essencial dos sorvetes de baunilha, cuja produção atualmente depende de fontes não renováveis, mas que pode ser sintetizada a partir da lignina, componente este que é uma das apostas da Klabin para o futuro renovável.

O tour encerrava-se com um passeio feito de São Paulo até o Paraná, por meio de realidade virtual, para adentrar as florestas da Klabin e conhecer mais de perto o trabalho da empresa.

2. Excelência Operacional

Neste ciclo, o visitante foi convidado a atuar numa oficina de robótica, com o intuito de fomentar o trabalho em equipe e, especialmente, mostrar como a tecnologia pode ser útil nas atividades do cotidiano.

Com o apoio remoto de especialistas, os grupos montaram pequenos carros de controle remoto a partir de um kit que tinha como peça principal o microcontrolador Arduino.

Em seguida, os carros participaram de uma corrida.

3. Design Cocriado

Os participantes se dividiram em grupos e tinham de criar protótipos de produtos que deveriam endereçar o problema de algum consumidor final.

O principal objetivo era fazer com que novas ideias surgissem a partir de um problema, e que todos os participantes pudessem se envolver na construção desse protótipo – sem julgamentos, só ideias, como disse o instrutor da atividade.

Entre os problemas a serem resolvidos, estavam a criação de um berço de papel para uma mãe islandesa e um pacote para que o morador de uma ilha pudesse transportar dúzias de ovos por longas distâncias.

4. Gestão Sustentável

Foi conduzido um workshop com o intuito de discutir com os participantes a Agenda dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da companhia até 2030.

Essa agenda foi desenvolvida com base em metas definidas pela Organização das Nações Unidas (ONU), voltadas à construção de um mundo melhor para todos.

Desde 2014, a Klabin integra o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), da B3.

Também é signatária do Pacto Global da ONU e do Pacto Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo, buscando fornecedores e parceiros de negócio que sigam os mesmos valores de ética, transparência e respeito aos princípios de sustentabilidade.

Neutralização

Por fim, o Inova Klabin também teve como proposta ser um evento de resíduo zero.

Durante os dois dias de encontro, todos os alimentos e bebidas disponíveis no local foram servidos em recipientes de papel ou vidro.

Até mesmo as lixeiras, mesas e cadeiras eram de papelão ondulado.

As embalagens e materiais usados para a cenografia também tiveram destino certo: a reciclagem.

Para tornar isso possível, a Klabin contou com o apoio de uma cooperativa de catadores, que ficou responsável pelo acompanhamento de todo o processo e pesagem do material.

A ideia foi fazer a coleta seletiva de todos os materiais recicláveis e rejeitos gerados no evento, para garantir o selo do programa Sou Resíduo Zero.

O evento também contou com uma mostra do artista Tico Volpato e dos fotógrafos Paulo Giandalia e Zig Koch.

A arte de Volpato consistiu de esculturas de animais feitas de papel, em tamanho real, representando algumas das espécies presentes nas florestas da companhia.

Giandalia, por sua vez, fez uma exibição com o registro fotográfico de uma década de imagens tiradas de catadores de papel de São Paulo.

Já Koch exibiu imagens do Parque Ecológico da Klabin, em Telêmaco Borba (PR), e das Reservas Particulares do Patrimônio Natural, em Santa Catarina e no Paraná.

A mostra foi desenvolvida com o intuito de alertar sobre a importância da conservação ambiental, do consumo consciente e da reciclagem para o bem-estar do planeta, além de promover a reflexão sobre os impactos socioambientais de atividades econômicas.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Novos domínios devem movimentar ainda mais o mercado de Internet nos próximos anos /Foto: High Ways Agency / Creative Commons

Como conseguir um bom endereço na internet

No começo da World Wide Web, poucas pessoas perceberam que todos estariam na internet. Nos últimos anos, no entanto, tornou-se impensável para uma empresa manter-se fora do mundo digital. Com a procura brutal por domínios chamados de primeiro nível, com terminações como .com e .br, é natural que seja cada vez mais difícil encontrar um endereço que[…]

Leia mais »
A regulamentação da TV digital é um dos temas tratados no livro sobre as decisões do STF / Gabriel Jabur/Agência Brasília

‘STF é protagonista na evolução do direito das comunicações’

As decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) têm impacto importante na interpretação constitucional da legislação dos setores de comunicação social, telecomunicações, radiodifusão, televisão por assinatura e internet. No livro Temas de Direito das Comunicações na Jurisprudência do STF, o advogado Ericson M. Scorsim – doutor em Direito pela USP, mestre[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami