inova.jor

inova.jor

CES 2016: Netflix lança serviço no mundo todo, menos na China

Reed Hastings anuncia Netflix no mundo todo, menos na China
Reed Hastings anuncia Netflix em mais 130 países

Reed Hastings, presidente e fundador da Netflix, anunciou hoje, durante a CES, em Las Vegas, o lançamento do serviço em mais 130 países.

“Estamos quase no mundo todo, menos na China”, disse o executivo. “Chega de esperar, chega de ver coisas num horário que não é o seu, chega de frustração.”

A apresentação contou com a presença de astros de atrações exclusivas da Netflix, como o brasileiro Wagner Moura, que interpreta o traficante Pablo Escobar em Narcos; Krysten Ritter, de Jessica Jones;  e Will Arnett, de Arrested Development.

Wagner Moura participou da apresentação da Netflix na CES 2016
Wagner Moura participou da apresentação da Netflix na CES 2016

Novas séries

Ted Sarandos, diretor de Conteúdo da Netflix, apresentou cenas de séries que vai estrear este ano, como The Crown, sobre a família real britânica, e The Get Down, sobre o surgimento da cena hip hop, disco e punk na Nova York da década de 1970, criada por Baz Luhrmann. “Estamos numa posição única para levar histórias do mundo para pessoas do mundo”, afirmou.

Hoje mais cedo, escrevi sobre a mudança de comportamento do espectador após os serviços de vídeo sob demanda.

  • O jornalista viajou a convite da Samsung

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Gustavo Assunção, da Samsung, quer colocar demonstrações de automação residencial no varejo / Renato Cruz/inova.jor

Internet das coisas começa a chegar às residências

Há 10 anos, fazer automação residencial era muito caro e tecnicamente difícil. Os preços vêm caindo nos últimos anos, mas a complexidade de instalação costuma ser alta. Fabricantes de eletroeletrônicos buscam resolver esse problema. Um exemplo disso é a QDrive, lava e seca inteligente anunciada ontem (26/7) pela Samsung. A[…]

Leia mais »
A Gazeta do Povo vai deixar de publicar o jornal impresso diário em 1º de junho / Daniel Castellano/Divulgação

Por que a Gazeta do Povo decidiu trocar o papel pelo digital

Imagine uma publicação feita digitalmente. As pessoas usam computadores e câmeras digitais para produzir fotos e textos e software para diagramá-la. Depois de pronta, ela roda numa gráfica para ser distribuída de caminhão. Faz sentido? Se fosse para inventar um produto assim hoje, nenhum. Mas, por questões históricas, às vezes ainda faz. A Gazeta do[…]

Leia mais »

2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami