inova.jor

inova.jor

Empresas viram coworking por um dia para empreendedoras

Empreendedoras: Grupo Linx é uma das empresas que participará do Coworking Week, da Girls in Tech / Divulgação
Grupo Linx é uma das empresas que participará do Coworking Week, da Girls in Tech / Divulgação

Empreendedoras brasileiras poderão ter acesso a espaço para trabalhar e fazer networking durante um dia numa empresa de tecnologia.

A chance faz parte do projeto Coworking Week, que acontece em três cidades: Florianópolis, Rio de Janeiro e São Paulo.

Na inscrição, a empreendedora pode escolher se quer usar o espaço do Vagas.com, Gazeus, Linx+Neemu+Chaordic, Resultados Digitais ou GetNinjas por um dia.

As vagas são limitadas e é cobrada a taxa simbólica de R$ 20 por empreendedora.

O evento faz parte do calendário da Girls in Tech Brazil, braço da organização internacional voltada para a educação, engajamento e empoderamento de meninas e mulheres apaixonadas por tecnologia.

A ideia do Coworking Week é inspirada na cultura de compartilhamento comum em empresas de tecnologia do Vale do Silício.

Profissionais de referência

Durante o dia, a empreendedora pode usar o espaço para aprimorar estratégias do seu próprio negócio, trabalhando ao lado de profissionais de referência no mercado.

Antes de escolher a empresa que servirá de coworking, a organização aconselha que a empreendedora identifique os principais problemas enfrentado pela sua startup, para então definir qual das empresas parceiras é a mais especializada no tema.

A expectativa é que durante o dia aconteça troca de aprendizado e networking entre empreendedoras e funcionários da companhia de tecnologia.

Abaixo, as datas e os locais que podem ser escolhidos pelas empreendedoras.

São Paulo

  • 22/11 – Vagas.com
  • 23/11 – GetNinjas

Rio de Janeiro

  • 28/11 – Gazeus

Florianópolis

  • 30/11 – Linx+Neemu+Chaordic
  • 02/12 – Resultados Digitais

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Em 2016, a vencedora foi a startup brasileira Delfos Predictive Maintenance, de Fortaleza / Divulgação

EDP busca projetos inovadores em energia elétrica

A portuguesa EDP abriu as inscrições para o EDP Open Innovation 2017. No ano passado, a vencedora foi a startup brasileira Delfos Predictive Maintenance, de Fortaleza. As inscrições de projetos inovadores para o mercado de energia elétrica vão até 23 de agosto. A startup vencedora receberá um prêmio de € 50[…]

Leia mais »
Solução da Indigosoft permite criar novas regras de negócio sem mudar as aplicações / Divulgação

Como a Indigosoft, startup do Vale do Silício, virou brasileira

Fabrício Martins percebeu as oportunidades da automação de processos quando estava no comando da empresa de centrais de atendimento Vikstar. O  executivo queria aumentar a produtividade. A taxa de troca de funcionários no setor de call centers é alta e alguns funcionários tinham resultados dezenas de vezes melhores que o[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami