inova.jor

inova.jor

iDexo busca startups para programa de inovação

O instituto de inovação aberta iDexo abriu inscrições para seu primeiro programa de startups / Divulgação
O instituto de inovação aberta iDexo abriu inscrições para seu primeiro programa de startups / Divulgação

O iDexo abriu inscrições para seu programa StartupX, voltado para fintechs e startups com soluções de varejo. Os interessados podem se cadastrar até 14 de janeiro.

O instituto de inovação aberta oferece conteúdos de ideação, design thinking, temas técnicos como programação, coaching, direcionamento de negócios e mentoria interna e de mercado.

O programa StartupX tem 12 semanas de duração.

Processo de seleção

Os semifinalistas serão anunciados em 17 de janeiro e, no dia 23, haverá uma competição com pitching e banca avaliadora.

Os escolhidos serão anunciados no mesmo dia, e o programa começa em 29 de janeiro.

As startups vão participar de sessões de ideação e design thinking com a Hyper Island e receber aulas técnicas de temas como blockchain, internet das coisas e programação com o iMasters.

Os escolhidos também terão mentoria técnica e de negócios com a Totvs e outras empresas associadas.

No final do programa, as startups vão apresentar seus protótipos numa feira, e podem receber investimento de associados do iDexo e de outros investidores.

Instalado na sede da Totvs, na zona norte de São Paulo, o iDexo também tem parceria com a Hyper Island, RetailApp, Banco ABC Brasil, Soluti, Visa, Governo de Ontário, Mobile Marketing Association (MMA) e Associação Brasileira de Fintechs (ABFintechs).

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

O MindSphere, da Siemens, permite analisar em tempo real dados gerados por máquinas / Renato Cruz/inova.jor

Siemens procura desenvolvedores de aplicativos para a indústria

HANNOVER Na chamada Indústria 4.0, as máquinas são conectadas e geram informações a partir de sensores. O software que controla o chão de fábrica está ligado ao sistema de gestão empresarial. É possível receber eletronicamente os pedidos dos clientes e fabricar produtos personalizados sem paradas da linha de produção para reconfigurá-la.[…]

Leia mais »
No Brasil, a maioria das conexões M2M está concentrada em máquinas de cartão / Edilson Rodrigues/Agência Senado

Quando as máquinas conversam entre si

Georgia Jordan Totalizando 11,6 milhões de acessos em abril de 2016, o Brasil é o maior mercado de comunicação máquina a máquina (M2M, na sigla em inglês) da América Latina. No entanto, não é necessariamente o mais avançado comparado a outros países em que o serviço é mais recente. O mercado brasileiro[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami