inova.jor

inova.jor

Coworking legislativo seleciona projetos em São Paulo

Primeiro coworking legislativo do mundo tem 20 postos de trabalho / Divulgação
Primeiro coworking legislativo do mundo tem 20 postos de trabalho / Divulgação

A vereadora Janaína Lima (Novo) transformou seu gabinete no primeiro coworking legislativo do mundo, oferecendo espaço ao cidadão que queira colaborar para a resolução de problemas da cidade.

Os interessados já podem inscrever seus projetos, que serão selecionados para incubação na Câmara Municipal.

Segundo ela, serão escolhidas as propostas que poderão resultar em soluções inovadoras e viáveis para a cidade de São Paulo, com foco em:

  • gestão pública eficiente (incluindo zeladoria e desburocratização),
  • empreendedorismo, e
  • primeira infância.

“Somos um gabinete empreendedor, que funciona como uma startup da gestão pública e nosso lema é fazer mais com menos recursos públicos. Por isso, queremos chamar os cidadãos para trabalharem ao nosso lado em projetos que gerem resultados efetivos para a cidade”, afirma Janaína. “Reestruturamos nosso gabinete com a parceria e colaboração de pessoas que acreditaram nesse sonho.”

O espaço conta com 20 postos de trabalho.

Inscrições

O cidadão que deseja fazer parte do projeto terá de se inscrever no programa Embaixadores da Mudança, rede de agentes voluntários do mandato que atuam como ponte entre o gabinete e suas comunidades, no site da vereadora.

A ideia será analisada pela equipe do gabinete e, após aprovação, os autores da iniciativa poderão permanecer no coworking por até três meses.

Os selecionados vão trabalhar de forma colaborativa com a equipe do gabinete, para que os projetos sejam viabilizados por meio de parcerias públicas e privadas.

No futuro, algumas iniciativas poderão virar projetos de lei e outras ações pontuais.

Outras cidades já entraram em contato com o projeto para conhecer a proposta e tentar implementá-la no restante do país.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

A aceleradora Plug and Play, no Vale do Silício, é a sede da segunda etapa do programa / Luca Mascaro/Creative Commons

Aceleradora da Porto Seguro seleciona sete startups

Sete startups foram selecionadas para o 3º Ciclo de Aceleração da Oxigênio, aceleradora da Porto Seguro. O programa começou nesta semana e teve 1 mil startups inscritas. Durante a primeira fase da aceleração, as empresas participarão de mentorias, palestras e workshops com especialistas e executivos de diferentes setores. Depois disso, as[…]

Leia mais »
O computador quântico foi um dos temas discutidos durante o CIAB Febraban / Renato Cruz/inova.jor

O que falta para as fintechs avançarem no Brasil

  O mercado bancário brasileiro é altamente concentrado, com spreads (diferença entre as taxas básicas e os juros efetivamente cobrados) elevados e tarifas em ascensão. Essa situação beneficia o surgimento de fintechs, empresas de base tecnológica que oferecem serviços financeiros. Um estudo divulgado recentemente pela Associação Brasileira de Fintechs (AB Fintechs)[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami